???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15803
Tipo do documento: Dissertação
Título: Motivação para o uso de drogas
Autor: Almeida, Irinéa Nunes 
Primeiro orientador: Macedo, Rosa Maria Stefanini de
Resumo: O presente estudo teve por objetivo analisar as razões pessoais, as motivações para o uso de drogas nas cidades de Recife e João Pessoa, partindo-se do ponto de vista do sujeito. Mais especificamente, foi uma tentativa de obter informações e compreensão sobre porque os jovens buscam a droga e quais os principais motivos que os levam a usá-la. A amostra estudada constituiu-se de vinte e sete sujeitos, dos quais dezoito são do sexo masculino e nove do sexo feminino, com idades variando entre dezesseis e trinta e oito anos e com, pelo menos, dois anos de experiência com drogas. O grupo inicial foi subdividido em dois subgrupos: dependentes (10) e usuários (17). Os critérios estabelecidos para esta divisão foram os seguintes: 1) declaração pelo próprio sujeito da necessidade compulsiva do uso de drogas; 2) freqüência no uso. Os dados obtidos indicaram que a idade da adolescência revelou-se como sendo um período onde os jovens tendem a iniciar o uso de drogas. Mostrou também que os subgrupos de dependentes e usuários tem características específicas, que os tornam bastante diferentes uns dos outros. As principais diferenças notadas estavam relacionadas aos motivos apresentados para o uso drogas, a auto-estima e tipo de droga que usavam. Os dependentes atribuíram a conflitos familiares as razões para o inicio de drogas, e muitas vezes apresentaram como motivos atuais razões de personalidade, ou seja, depressão, fuga, insegurança pessoal. Os usuários indicaram a curiosidade, as razões sociais como sendo os principais motivos para o uso. Quanto a auto-estima, os usuários revelaram opiniões em que prevaleciam qualidades pessoais positivas. Já os dependentes demonstraram insatisfações pessoais subestimando-se acentuadamente. No tocante ao tipo de droga utilizada os dependentes usavam maconha, e, principalmente, outras drogas. Os usuários faziam uso exclusivo de maconha. As diferenças quanto às aspirações pessoais e relativas à humanidade se deram mais qualitativa que quantitativamente. Os usuários apresentaram uma visão de mundo mais otimista e mais ampla. Os dependentes, pela própria caracterização do grupo mostram marcas de angústia, depressão e uma visão de mundo mais estagnante. Este estudo mostrou que não só problemas pessoais podem levar o sujeito a usar drogas, mas também os fatores sociais, a curiosidade de conhecimento da droga, bem como as oportunidades que surgem no ambiente. Revelou também que os sujeitos dependentes apontaram desde o início do uso, razões mais ligados a problemas de personalidade ou existenciais assim como apresentaram um quadro familiar mais problemático
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Almeida, Irinéa Nunes. Motivação para o uso de drogas. 1981. 170 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1981.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15803
Data de defesa: 30-Nov-1981
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Irinea Nunes Almeida.pdf7,23 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.