???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15682
Tipo do documento: Dissertação
Título: Que mulher eu posso ser?: a constituição do psiquismo na menina vitimizada
Título(s) alternativo(s): Which woman can I be?: the constitution of the psyche in the girl victim of violence
Autor: Babadopulos, Ana Lívia 
Primeiro orientador: Violante, Maria Lucia Vieira
Resumo: A presente pesquisa desenvolveu-se a partir do atendimento de oito adolescentes vitimizadas em uma instituição assistencial na cidade de Pirassununga-SP. Optei pela utilização do termo "vitimizada" para a caracterização dessas adolescentes por ser assim que elas são freqüentemente denominadas pelo Poder Judiciário, Conselhos Tutelares e pela própria sociedade, levando em conta que no conceito de "vitimização" a ênfase da violência é posta no pólo da vítima, ou seja, naquele que sofre a agressão, em contraste com o uso, por exemplo, do termo "abuso", onde a ênfase está no adulto autor do processo. Este trabalho tem como objetivo investigar a constituição psíquica das meninas cujas respectivas realidades históricas revelam a ocorrência de diversos tipos de violência, como violência física, abandono e violência psicológica. Em tal investigação relevarei de modo especial o momento de assunção à sexualidade adulta. Para tanto, a metodologia de trabalho utilizada é a da psicanálise, enquanto teoria sobre o psiquismo, método de investigação do inconsciente e técnica terapêutica. Trata-se, portanto, de uma pesquisa do tipo qualitativo, trabalhando em profundidade com casos específicos e buscando, a partir da singularidade, tanto o que lhe é exclusividade como o que pode ser transportado ao plano da generalidade. Com relação aos resultados, apresento um estudo de caso de uma jovem de treze anos, procurando mostrar de que maneira a vitimização marcou o seu psiquismo, e como essas marcas manifestam-se no eclodirda puberdade
Abstract: The present research was developed from the psychoanalysis of eight adolescent girls victims of violence in a social institution in Pirassununga- SP. This work has as objective the investigation of the girls' psyches considering their historical realities composed of different kinds of violence incidents like physical violence, desertion and psychological violence. In this investigation I will privilege the moment of the origin of adult sexuality. For that, the methodology is based on psychoanalysis as a theory about the mental apparatus,the method of unconscious study and the therapeutic technique. It is there fore, a qualitativa research working profoundly with specific cases and searc hing from their singularity both what is their exclusivity and what can be transported to the generality. With regardto the results, I introduce a study case about a thirteen years old girl, developing how the violence signed her psyche and how these signs express at puberty
Palavras-chave: Vitimas de crimes
Adolescente institucionalizado
Violencia
Psiquismo feminino
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Babadopulos, Ana Lívia. Que mulher eu posso ser?: a constituição do psiquismo na menina vitimizada. 2004. 100 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15682
Data de defesa: 30-Nov-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ana Livia Babadopulos.pdf11,54 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.