REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/15588
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorHarary, Ângela Maria Moraes-
dc.creator.IDCPF:7076por
dc.contributor.advisor1Naffah Neto, Alfredo-
dc.contributor.advisor1IDCPF:27927032887por
dc.date.accessioned2016-04-28T20:39:28Z-
dc.date.available2008-05-12-
dc.date.issued2007-06-01-
dc.identifier.citationHarary, Ângela Maria Moraes. Contato, elos de ligação e vínculo na relação psicanalítica. 2007. 117 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/15588-
dc.description.resumoO objetivo do trabalho é discutir o que acontece na experiência do encontro analítico, na qual gera-se algo com potencial de mudança e crescimento e qual o tipo de ligação que o favorece. Discorre, também, sobre um fenômeno psíquico fundamental, de uma qualidade definida, simbiótica, capaz de um alto grau regenerador e/ou constitutivo do self. Justifica-se por ser o processo psicanalítico, cada vez mais, entendido como o produto da interpenetração do par (transferencial/ contratransferencial) e daquilo que é suscitado no analista como forma de conhecimento sobre a dinâmica do analisando. Levantaram-se hipóteses clínicas, sobre a ocorrência de fenômenos análogos a uma espécie de imersão de determinadas dimensões afetivas, pouco conscientes, porém necessárias a uma interação afetiva profunda que guardaria aspectos de fantasias fusionais simbióticas. Destacam-se sete tópicos que corroboram para a instauração de um vínculo que dê sustentação a esse processo e à intensidade das emoções presentes: compreensão, amor, confiança, perda, verdade, companhia e proximidade X distanciamento. Como resultados dessa pesquisa, evidenciou-se no caso clínico a função de holding materno como experiência integradora que acompanha e suporta momentos de turbulência, uma espécie de rede armada sob o trapézio a oferecer segurança e, também, o fenômeno de uma simbiose fundamental a fazer parte da construção do psiquismo. Esse desenvolvimento da libido anterior à oscilação PS ↔ D, poderia, então, fazer parte da mesma dinâmica que se transformaria em uma triangulação: simbiótico, desintegrado, integradopor
dc.description.abstractThe purpose of this paper is to discuss what happens during a psychoanalytic experience, when something with a potential for change and growth is generated and what kind of linking favors it. Also, it runs through a fundamental psychic phenomenon of a specific symbiotic quality, capable of a high degree of regenerative and/or constitutive parts of the self. This paper is justified by the fact that more and more the psychoanalytic process has been seen as a result of the pair s interpenetration (transference/ countertransference) and for what is stimulated in the analyst as knowledge about his/her patient psychodynamics. Some clinical hypotheses have been put forward to explain the occurrences of phenomena that are analogous to a kind of immersion in affectionate dimensions of low awareness but necessary to achieve a deep affectionate interaction that would keep symbiotic fusion fantasies. Seven topics are highlighted in order to corroborate to the institution of a link that could support this symbiotic process and the intensity of the emotions present on it: comprehension, love, confidence, loss, truth, companionship and closeness X distance. Results of this research related to clinical aspects are the maternal holding function, as an integrating experience that follows and supports moments of turbulence, a kind of safety net under the trapeze offering security and also the phenomenon of a symbiosis as a fundamental constitutive part of the psychism. This development of the libido previous to the PS ↔ D oscillation could be part of the same dynamics and then, would be turned into a three-part circulation process: symbiotic, disintegrated, integratedeng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico-
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/30941/Angela%20M%20M%20Harary.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínicapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectrelação analíticapor
dc.subjectcontatopor
dc.subjectelos de ligaçãopor
dc.subjectvínculopor
dc.subjectsimbiosepor
dc.subjectcorpopor
dc.subjectBionpor
dc.subjectOgdenpor
dc.subjectholdingpor
dc.subjectressonânciaspor
dc.subjectsettingpor
dc.subjectposição esquizo-paranóide/ depressivapor
dc.subjectpsychoanalytic relationshipeng
dc.subjectcontacteng
dc.subjectlinkseng
dc.subjectattachmenteng
dc.subjectsymbiosiseng
dc.subjectbodyeng
dc.subjectreverberationseng
dc.subjectparanoid-schizoid/ depressive positioneng
dc.subjectBion, Wilfred Ruprecht -- 1897-1979por
dc.subjectPsicanalisepor
dc.subjectPsicoterapeuta e pacientepor
dc.subjectRelacoes objetais (Psicanalise)por
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor
dc.titleContato, elos de ligação e vínculo na relação psicanalíticapor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Angela M M Harary.pdf607,6 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.