???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15571
Tipo do documento: Tese
Título: O eu em ruína: um estudo sobre a perda
Autor: Marraccini, Eliane Michelini
Primeiro orientador: Berlinck, Manoel Tosta
Resumo: O tema de investigação desta pesquisa clínica em psicanálise é o estudo da difícil condição psíquica de algumas pessoas após enfrentarem a perda junto a um ser amado, tema que há algum tempo despertava meu interesse de estudo. Na prática clínica pude conferir que pacientes se apresentavam para atendimento em séria condição psíquica e em estado depressivo de difícil superação, o que por vezes vinha se estendendo havia anos. Era necessário investigar a característica da perda que os revelava sem sustentação interna para enfrentar e concluir o luto, o que conduziu ao estudo da natureza e das condições do vínculo com esse ser amado, sentido como tão absolutamente necessário. A pesquisa clínica realizada norteou-se pela hipótese inicial de que nestes pacientes teria ocorrido não apenas uma regressão, mas uma desmontagem do esquema defensivo erigido pelo eu com o propósito de manter, de modo subjacente e acobertado, as falhas da estruturação psíquica do sujeito. Assim, o colapso a partir da perda objetal, fosse por morte, ruptura ou grande decepção com o ser amado, colocava em primeiro plano os conflitos não superados junto ao objeto primário. A metodologia utilizada foi a construção de um caso clínico, a fim de buscar a metapsicologia em germe que ali se encontrava, consonante com uma pesquisa no âmbito da Psicopatologia Fundamental. A investigação teve por base, fundamentalmente, os esquemas conceituais psicanalíticos de S. Freud, M. Klein e D.W. Winnicott, pela perspectiva que ofereciam para o estudo do luto impossível e o conseqüente estado de ruína pessoal em que a paciente estudada se encontrava. Deste modo, foi imperativo o estudo de noções como o narcisismo, o processo identificatório e as características do processo de luto. Como resultado, foi possível conferir que o acometimento melancólico que produzia idéias suicidas na paciente encontrava-se relacionado não apenas a perdas objetais, mas ainda mais primordiais eram as perdas narcísicas sem chances de elaboração psíquica, em função das falhas desde os estágios primitivos de sua constituição subjetiva
Abstract: The investigation theme of the present clinical research in psychoanalysis is the study of the difficult psychical condition presented by a few people after facing the loss of a loved one, subject that has interested me for a long time. During my clinical practice, I ve noticed that many patients came looking for treatment in a fragile psychical condition and in a depressive state which was very difficult to overcome, and most of the time these people had already been suffering for years. It was necessary to investigate the type of the loss that was manifested by these patients, who seemed to be unable to deal with the mourning and to elaborate it; this investigation led to the study of the nature and the conditions of the bond between the patient and the loved one, considered to be so absolutely indispensable. The clinical research was oriented by the initial hypothesis supposing that in these patients not only a regression had occurred, but a dismantlement of the defensive scheme built by the self with the purpose of maintaining, in an underlying and disguised way, the gaps in the psychical structuration of the individual. Consequently, the collapse originated from the objectal loss, either if it was due to death, end of relationship or a great disappointment towards the loved one, put the unsolved conflicts with the primary object in the foreground. The methodology applied was the construction of a clinical case, focusing on the metapsychology in germ that was presented by it, simultaneously with a research in Fundamental Psychopathology. The investigation was mainly based on the psychoanalytical concepts of S. Freud, M. Klein and D. W. Winnicott, due to the perspective they offered for the study of the impossible mourning and the consequent state of personal ruin in which the studied patient found herself. In other words, the study of the notions of narcissism, identificatory process and the characteristics of the mourning process was imperative. As a result, it was possible to verify that the melancholic access which produced suicidal ideas in the patient was related not only to her objectal losses, but mainly to her narcissistic losses that couldn t be psychically elaborated, due to the gaps that existed since the primary stages of her subjective constitution
Palavras-chave: Perda
luto
narcisismo
identificação
melancolia
Loss
mourning
narcissism
identification
melancholia
Perda (Psicologia)
Luto -- Aspectos psicologicos
Melancolia
Psicanalise
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15571
Data de defesa: 16-May-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.