???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15533
Tipo do documento: Dissertação
Título: Um olhar sistêmico do processo de tratamento da drogadicção na família
Autor: Brasil, Valéria Rocha
Primeiro orientador: Macedo, Rosa Maria Stefanini de
Resumo: Este trabalho teve por objetivo compreender o funcionamento familiar ao longo do processo de tratamento do dependente químico, a partir do pensamento complexo descrito por Edgard Morin em sua obra. Para tanto, efetuei um estudo de caso longitudinal com uma família cuja filha, adolescente de dezoito anos, era dependente de drogas e passou por um tratamento especializado em regime de internação. A configuração familiar apresentou as seguintes características: ausência e desqualificação da figura paterna, figura materna muito presente, adicções no sistema intergeracional, incoerências constantes na educação dos filhos, dificuldade na comunicação, dispersão familiar, problemas de relacionamento entre os pais, a droga aparecendo como um fator de união e os filhos servindo para preencher o vazio da mãe. Esses aspectos coincidiram com padrões de funcionamento de outras famílias de drogadictos descritas em parte da literatura que aborda esse assunto. O processo de internação e de pós - internação do dependente químico junto à sua família foi permeado por movimentos paradoxais, contraditórios, ambíguos e antagônicos ocorrendo simultaneamente. A reinserção familiar do mesmo representou, dialogicamente, momentos de ordem e desordem se influenciando reciprocamente. A drogadicção passa a ser paradoxalmente necessária para a manutenção do status quo e da organização familiar, sendo, portanto, o tratamento e as mudanças do drogadicto ao mesmo tempo ameaçadoras e gratificantes para o sistema em questão. Os resultados mostram que trabalhar o processo de reinserção do dependente de drogas na família pressupõe compreender as relações complexas que se estabelecem neste fenômeno, assim como desenvolver um tratamento muito próximo, acolhedor e compreensivo a fim de construir novos arranjos possíveis no sistema, sem que a ameaça e as perdas superem os ganhos do processo de mudança.
Abstract: This study aims to understand how the family functions during the treatment process of the chemically dependent, within the complex thinking framework described by the author Edgard Morin. Therefore I carried out a longitudinal study with a family, whose 18 year old daughter was a drug addict and went through a specialized inpatient treatment. The family s configuration had the following characteristics: father s absence and his disqualification; an excessively present mother; addictions throughout the intergenerational system; constant incoherence in the children s rearing; difficulties in communicating; dispersed family; parents with relationship problems; the drug as a gathering factor and the children serving the purpose of filling the mother s emptiness. These aspects were coincident with functioning patters of other drug addicts families, described in parts of the literature about this subject. The clinic admission and post-treatment process of the dependent with her family was permeated by paradox, contradictory, ambiguous and antagonistic movements, which occurred simultaneously. Her reinsertion in the family represented dialogically moments of order and disturbance influencing each other mutually. The paradox is that the drug addiction becomes necessary for maintaining the status quo and the family s organization, so that the treatment and the changes of the addict are at the same time threatening and rewarding for the system at hand. The results show, that working on the chemical dependent s reinsertion in the family depends on understanding the complex relations that are established within this phenomenon, as well as on developing a very close treatment, which is sheltering and understanding, in order to build new possibilities of arrangements in the system, so that the threat and the losses do not surpass the gains achieved in the process of change.
Palavras-chave: Family
Chemical
Dependent s
Drogas - Abuso - Aspectos psicológicos
Toxicomania
Família
Tratamento
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Brasil, Valéria Rocha. Um olhar sistêmico do processo de tratamento da drogadicção na família. 2005. 337 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15533
Data de defesa: 15-Apr-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
UM OLHAR SISTEMICO DO TRATAMENTO DA DROGADICCAO.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.