???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15379
Tipo do documento: Dissertação
Título: Apropriação de espaço: vivências dos pacientes hospitalizados
Título(s) alternativo(s): Place attachment: hospitalized patients experiences
Autor: Alves, Maria Cherubina de Lima 
Primeiro orientador: Bassani, Marlise Aparecida
Resumo: O presente trabalho teve como objetivo verificar como os pacientes internados vivenciam a apropriação de espaço nos quartos de um hospital público em um município do interior do estado de São Paulo, procurando apontar possíveis leituras deste fenômeno à luz da Psicologia Analítica. A apropriação de espaço foi estudada com base nos componentes de ação-transformação e identificação simbólica, ou seja, pelos comportamentos e aspectos cognitivos, afetivos e de identidade envolvidos no processo de construção do significado do espaço. A apropriação de espaço (POL, 2002) é um fenômeno estudado pela Psicologia Ambiental e, neste trabalho, concebeu-se que a investigação do significado dos ambientes hospitalares pode levar à conscientização sobre a interação das pessoas com os ambientes em que vivem e os efeitos desta interação nas pessoas. Este trabalho é um estudo descritivo e exploratório, portanto optou-se por uma investigação quantitativa e qualitativa do problema. Foram investigados 29 sujeitos, sendo 14 homens e 15 mulheres, com idade de 15 a 75 anos, durante a sua internação na Neurologia, na Neurocirurgia, na Clínica Médica e Clínica Cirúrgica. Foram utilizados os métodos: consulta a documentos (prontuários médicos), redes semânticas naturais, entrevistas semi-estruturadas com sujeitos e com a equipe de enfermagem, observações (direta e registros fotográficos) e desenhos. A coleta foi feita nos quartos hospitalares em que os sujeitos estavam internados. Os resultados foram organizados em função de categorias temáticas a partir das redes semânticas naturais. Pôde-se identificar três estilos de apropriação de espaço: a) paralisação X caridade: atitudes passivas e introvertidas, visão do hospital como uma instituição de caridade que irá acabar com a dor e com o sofrimento através da morte ou de um milagre; b) passividade X instabilidade: pouca ou nenhuma ação efetiva no ambiente hospitalar, atitude passiva diante das condições hospitalares, apesar de os sujeitos relatarem insatisfação com elas; hospital visto como um lugar instável e imprevisível, podendo ser ruim (causar medo e morte) ou bom (promover a cura); c) participação X possibilidade: interação com o ambiente hospitalar, preocupação com recuperação e bem-estar durante a internação (sujeitos percebidos como exigentes pela enfermagem); hospital vivenciado como um local para a recuperação e a internação é um período transitório para voltar à vida normal. Estes três estilos de apropriação de espaço devem ser interpretados e utilizados como indicadores de aspectos a considerar no planejamento hospitalar para melhoria da qualidade na internação e não como tipologias. Discute-se a adaptação das redes semânticas naturais, bem como as questões éticas em função do duplo papel de pesquisadora e psicóloga no hospital
Abstract: The present work had as it aim to check how hospitalized patients experience the place attachment in a public hospital localized in a town of São Paulo state and to try to interpret the possibilities of this phenomenon based on the Analitical Psychology. The place attachment had been studied through the compounds action-transformation and symbolic identification, focused on the behaviour, the cognition, the affection and the identity which are included in the space meaning process. The place attachment (POL, 2002) is a phenomenon studied by the Environmental Psychology. It had been found out that the meaning of hospital environment can take people to realize that there is an interaction between the person and their environment, and the effects of this interaction. This is a descriptive and exploratory work, so it took a quantitative and a qualitative investigation about the problem. It had been searched 29 subjects, 14 men and 15 women, between the ages of 15 to 75 years old, during their hospitalization in Neurology, Neurosurgery, Medical Clinic and Surgery Clinic. It had been used some methods: documents (medical dossiers), natural semantics nets, open interviews with patients and nurses, observations (direct and photo shots) and draws. The search had been made in the hospital rooms where the patients were hospitalized. The results were organized in thematic categories from the natural semantics nets. Three place attachment styles were identified: a) stoppage X charity: passive and introverted attitudes, viewing the hospital as a charity institution where the pain and the suffering will be over by death or miracle; b) passiveness X instability: few or none effective action in the hospital environment, passive attitudes towards the hospital conditions in spite of their insatisfaction ; the hospital is an instable and impredictable place that can be bad (fear and death) or good (heal); c) participation X possibility: interaction with the hospital environment, worries about recovery and well-being during hospitalization (subjects were seen by the nurses as demanding); hospital is a place for recovery and the hospitalization is a transitory time to go back to the normal life. These three place attachment styles must be seen and applied as indicators of aspects to be considered in the hospital planning for future qualitative benefits during hospitalization and not as typologies. It had been considered the natural semantics nets adaptation and the ethical issues involved in the double task of researcher and psychologist in the hospital
Palavras-chave: Apropriação de espaço
Hospital
Psicologia ambiental
Psicologia hospitalar
Place attachment
Hospital
Environmental psychology
Hospital psychology
Hospitais -- Aspectos psicológicos
Doentes hospitalizados
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Alves, Maria Cherubina de Lima. Apropriação de espaço: vivências dos pacientes hospitalizados. 2005. 222 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15379
Data de defesa: 8-Dec-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Cherubina de Lima Alves.pdf943,97 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.