???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15192
Tipo do documento: Dissertação
Título: Repensando sobre a função de pais de adolescentes: uma visão winnicottiana
Autor: Santos, Maria Mercedes Samudio 
Primeiro orientador: Loparic, Zeljko
Resumo: Este estudo propõe-se a refletir sobre os sentimentos vivenciados pelos pais em decorrência do processo de amadurecimento da adolescência nommal, auxiliando os filhos na conquista de uma identidade aduba mais precisa. O tema deste trabalho originou-se do impasse teórico e da prática clinica vivenciada em uma clinica-escola de Psicologia, enquanto exercia a função de supervisora na esfera da adolescência. Os serviços oferecidos à comunidade denotava ineficácia no atendimento à demanda real dos pais de adolescentes que solicitavam, para estes, uma ajuda psicológica. O acompanhamento psicoterápico estava pautado na prática clinica de consultório particular, de longa duração, tendo como fundamento teórico uma maneira especifica de conceber o desenvolvimento do individuo imaturo no vinculo com seus pais, a teoria kleiniana. Os incómodos vividos na prática clinica impuseram novo modo de conduzir os atendimentos. A reformulação da psicoterapia da adolescência envolveu oferecer assistência grupal aos pais, antes do encaminhamento psicológico dos filhos. Essa assistência pretendia apoiar e valorizar os recursos naturais dos primeiros, favorecendo o desenvolvimento dos jovens. Mas, uma vez encaminhadas as modificações na prática ciinica, esta não podia mais ser acomodada no interior da teoria kleiniana, cujas argumentações centram-se no conflito intrapsíquico do individuo, perdendo muito da riqueza da compreensão da função familiar na constituição do sujeito. Fez-se necessário buscar uma teoria que configurasse uma nova prática clinica, o que resultou na utilização da teoria de Winnicott que dá conta dos estudos do modo de ser dos pais. favorecendo a integração do si mesmo do adolescente na conquista de uma identidade adulta mais coesa. Utilizam-se experiências com grupos, para refletir sobre os sentimentos vivenciados pelos pais em decorrência da mutação da adolescência saudável, e que geram queixas da sua parte. Pressupõe-se, então, a flexibilidade do ambiente para dar continência a este estágio. A fundamentação deste trabalho está baseada na teoria paterno - infantil de Winnicott, acrescida de outros estudiosos do mesmo campo referencial
Palavras-chave: Amadurecimento
Adolescência
Prática clínica
Winnicott, Donald Woods -- 1896-1971 -- Critica e interpretacao
Pais e filhos
Psicoterapia do adolescente
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Santos, Maria Mercedes Samudio. Repensando sobre a função de pais de adolescentes: uma visão winnicottiana. 1998. 214 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1998.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15192
Data de defesa: 30-Jun-1998
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Mercedes Samudio Santos.pdf9,96 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.