???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15177
Tipo do documento: Dissertação
Título: Representacao de caracteristicas parentais e identidade do ego
Autor: Pereira, Antonio Carlos Amador 
Primeiro orientador: Macedo, Rosa Maria Stefanini de
Resumo: O presente trabalho teve por finalidade estudar a relação entre a identidade do ego e as representações de características parentais de jovens universitários. Para a determinação do Status de Identidade de cada indivíduo foi empregada a entrevista elaborada e validada por Marcia. Esta entrevista, após a realização de um pré-teste, teve algumas questões alteradas, sendo adaptada à realidade de nossos jovens. Para o estudo das representações de características parentais foi elaborado um questionário, tipo lápis e papel, no qual os sujeitos eram solicitados a citar pelo menos-três características que gostariam de encontrar em um pai e em u'a mae. A população estudada era constituída de 260 universitários, de ambos os sexos. Desta população foram extraídas 4 amostras independentes: para a pré-testagem da entrevista (20 sujeitos), para a elaboração das catei rias de características Maternas o maternas (120 sujeitos), para o estudo da influência da variável sexo nós respostas ao questionário (80 sujeitos) e , finalmente, para o estudo da relação entre status de identidade do ego e representação de características parentais. As respostas dos sujeitos nos questionários foram agrupadas eh onze categorias para a figura paterna e doze para a figura materna. Não foram observadas influências significativas da variável sexo. A partir das entrevistas, os sujeitos foram classificados, de acordo com o status de identidade, em três grupos: indivíduos que alcançaram uma identidade (grupo A), moratórias (grupo M) e bloqueados (grupo B). Os resultados mostraram que cada grupo é caracterizado por um conjunto particular de categorias de representações paternas e maternas. Os modelos paternos e maternos de cada grupo mostraram-se condizentes com as definições dos respectivos status de identidade, reforçando a hipótese de que há uma relação entre identidade do ego e representação de características parentais. Com relação as representações paternas, foram encontradas, além de categorias que caracterizam cada status, categorias que diferenciam um status do outro. Observou-se também uma categorias comum a todos os três grupos. No caso dos modelos maternos, também foram encontradas categorias que caracterizam cada status. Quanto às diferenças entre os status, observaram-se apenas entre os grupos extremos (grupo A x grupo B). Os modelos, quando comparados entre si, apresentaram uma continuidade nas categorias, não a presentando, no entanto, uma única categoria comum a todos os três grupos simultaneamente. Observaram-se também diferenças entre os modelos paterno e materno dos grupos, com exceção dos bloqueados que apresentaram as mesmas categorias nos dois modelos
Palavras-chave: Representações parentais
Identidade do ego
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Pereira, Antonio Carlos Amador. Representacao de caracteristicas parentais e identidade do ego. 1978. 57 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1978.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15177
Data de defesa: 30-Nov-1978
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Antonio Carlos Amador Pereira.pdf2,3 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.