???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15169
Tipo do documento: Dissertação
Título: Vivendo com vitiligo: variáveis psicossociais e representações simbólicas
Autor: Sacramento, Augusta Renata Almeida do 
Primeiro orientador: Ramos, Denise Gimenez
Resumo: O presente trabalho objetivou observar as variáveis psicossociais decorrentes do vitiligo e representações simbólicas dessa doença. Participaram deste estudo 60 mulheres, entre 19 e 77 anos. Destas, 30 com vitiligo (grupo experimental) e 30 com demais doenças de pele (grupo controle). Os seguintes instrumentos foram utilizados para coleta de dados: 1) formulário para caracterização da amostra, 2) Índice de Qualidade de Vida em Dermatologia (DLQI-BRA), 3) entrevista semi-estruturada e 4) desenho temático. O DLQI-BRA foi aplicado aos dois grupos e os demais instrumentos aplicados somente ao grupo experimental. Os dados foram analisados à luz da psicologia analítica e psicossomática junguiana. Os discursos das entrevistas foram analisados, sendo levantadas 3 categorias e 10 subcategorias: fatores emocionais (fatores desencadeantes da doença, fatores agravantes da doença); finalidade da doença; convívio com a doença (suporte social, discriminação, alterações decorrentes da doença, comportamentos diante da doença, impacto da doença, a exposição dos sintomas, expectativas diante do tratamento e receio que os filhos tenham a doença). Os resultados revelaram um comprometimento na qualidade de vida tanto nas mulheres com vitiligo quanto nas mulheres com demais doenças de pele, não havendo uma diferença estatística significativa entre os dois grupos. Observou-se a associação de aspectos emocionais no surgimento e/ou agravamento do vitiligo, assim como diversas mudanças comportamentais, limitações e discriminações experienciadas pelas mulheres diante da doença. Os desenhos apontaram certas representações simbólicas do vitiligo, sinalizando conflitos e sofrimento devido à doença
Abstract: This paper was aimed at observing the psychosocial variables resulting from vitiligo and symbolic representations of such a disease. Sixty women, aged between 19 and 77 have participated of this study. Thirty out of all of them had vitiligo (experimental group) and other 30 had different skin diseases (control group). The following instruments were used to collect data: #1 Form to characterization of sample, #2 Dermatology Life Quality Index (DLQI), #3 Semi-structured interview and #4 Theme drawing. The DLQI was applied in the two groups and the other instruments applied only in experimental group. The data collected were analyzed under analytical psychology and psychosomatic Jungian. The interviews speeches were analyzed, then 03 categories and 10 subcategories were determined: emotional factors (factors which caused the disease, aggravating factors of the disease); the disease purpose; living with the disease (social support, prejudice, disturbances derived from the disease, behavior towards the disease, the disease impact, exposition to the symptoms, expectations concerning the treatment and fear of kids having the disease). The results revealed a commitment to the life quality not only to the women having vitiligo but also to the women who had other skin diseases, and there was no significant statistical difference between the two groups. It was observed the association of emotional aspects in the appearance and/or aggravating condition of vitiligo as well as behavioral changes, limitations and prejudice experienced by women having the disease. The drawings pointed out certain symbolic representations of vitiligo, showing conflicts and suffering due to the disease
Palavras-chave: Vitiligo
Psicossomática junguiana
Persona
Psicodermatologia
Pele
Qualidade de vida
Psychosomatic Jungian
Human being
Psychodermatology
Skin
Life quality
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Sacramento, Augusta Renata Almeida do. Vivendo com vitiligo: variáveis psicossociais e representações simbólicas. 2012. 174 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15169
Data de defesa: 24-Aug-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Augusta Renata Almeida do Sacramento.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.