???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15165
Tipo do documento: Dissertação
Título: Mandatos, marcas e mitos: ensaio em torno da sexualidade feminina a partir de uma clinica psicanalítica no Brasil
Autor: Belém, Marisa Abdalla Freire
Primeiro orientador: Figueiredo, Luís Claudio Mendonça
Resumo: Esta pesquisa tem como premissa inicial um questionamento da idéia contida no pensamento de Freud de que o superou é fraco nas mulheres. Concebendo o superou não só como herdeiro do complexo de Édipo, mas também como representante do Isso e agente da pulsão de morte (conforme se pode depreender do próprio pensamento freudiano), e mais ainda, enquanto imperativo de gozo (conforme pensado por Lacan), procurarei estabelecer uma relação entre a problemática do superou e questões relativas à sexualidade feminina, no que esta aponta para um resto de real indizível e inabordável. A angústia diante do inapreensível do seu sexo pode levar a mulher a recuar para uma posição de objeto passivo entregue ao poderio devastador de um superou tirânico que, no seu apelo a um gozo pulsional impossível, convoca a atração mórbida e traumática pela Coisa Materna. O meu interesse em refletir sobre a força dos imperativos maternos na constituição sintomática de várias pacientes surgiu a partir de uma clínica no Brasil, e o que esta pesquisa revela é que os processos de subjetivação no nosso país, marcados pelas especificidades históricas da nossa organização social, vêm dar um colorido particular à relação supereu/sexualidade feminina na nossa terra. Sem procurar estabelecer determinações diretas e explicativas entre questões singulares da clínica e questões gerais relativas ao universo mítico discursivo que se constituiu no Brasil, a partir das nossas marcas de origem, este trabalho pretende estabelecer um transito entre esses dois territórios distintos, transito este que se estabelecerá via ressonâncias, ecos e evocações. Assim, os fragmentos clínicos apresentados num primeiro momento serão ressignificados num segundo momento, quando introduzirei discussões a respeito do lugar mítico que o Brasil ocupou aos olhos dos europeus na época do descobrimento. Quer como lugar de Paraíso no mundo, quer como lugar de Inferno no mundo, o Brasil encarnou um lugar de alteridade para o europeu, e nesse sentido, os corpos das nossas mulheres, enquanto território de obscuridades, podem ser tomados como representantes das interrogações européias acerca dos mistérios da nossa terra tropical. A idéia que será desenvolvida num terceiro momento é a de que os discursos míticos sobre a mulher brasileira a marcam desde sempre em posições subjetivos conflitantes e paradoxais, que se constituem a partir de mandatos ireconciliáveis. É em torno desses paradoxos que se desdobram as reflexões desta pesquisa
Palavras-chave: Feminilidade
Superego
Gozo
Narcisismo
Raízes brasileiras
Mulheres e psicanalise
Mulheres e superego -- Psicanalise -- Brasil
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Belém, Marisa Abdalla Freire. Mandatos, marcas e mitos: ensaio em torno da sexualidade feminina a partir de uma clinica psicanalítica no Brasil. 1998. 206 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1998.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15165
Data de defesa: 30-Nov-1998
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Marisa Abdalla Freire Belem.pdf10,83 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.