???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15161
Tipo do documento: Dissertação
Título: Dificuldades encontradas por psicoterapeutas rogerianos para vivenciarem as atitudes facilitadoras
Autor: Andrade, Gloria Maria Cavalcanti de
Primeiro orientador: Forghieri, Yolanda Cintrão
Resumo: A autora, que vem atuando como Psicpterapeuta Centrada na Pessoa, levanta o problema das dificuldades que os terapeutas dessa abordagem podem encontrar pata o desempenho eficiente das atitudes de congruência, consideração positiva incondicional e compreensão empática. Não tendo encontrado pesquisas sobre o assunto, ela bora um instrumento para investigar essas dificuldades r que consta de um questionário com oitenta e uma situações agrupa das nas seguintes áreas: I - sexo; II - política e religião; III - ameaças ao terapeuta; IV - danos em relação ao cliente ou a outras pessoas; V - preconceitos e antipatias. As respostas devem ser dadas, para cada uma das atitudes, dentro de uma escala de zero a três pontos e levando em conta se a situação foi vivenciada-ou imaginada pelo terapeuta. Após uma pesquisa piloto realizada na cidade de São Paulo, foi realizada a presente pesquisa com trinta terapeutas que trabalham na Região Nordeste de nosso Pais, numa abordagem centrada na pessoa. As terapeutas foram organizados em dois grupos: "velhas" e "novas", levando em conta o tempo de serviço e, "velhas" e "novas" levando em conta aida de cronológica. Os dados obtidas foram submetidos a uma analise estatística, usando as seguintes técnicas: quiquadrado, probabilidade exata de Ficher, análise de variância e correlação de Pearson. Os resultados permitiram chegar as seguintes corre lações, que a autora limita aos terapeutas dez sua pesquisa: 1. As terapeutas Centradas na Pessoa encontram dificuldades no desempenho das três atitudes facilitadoras, sendo que as "novas", tanto pelo tempo de serviço, como pela idade cronológica, apresentam graus de dificuldades, significativamente, maiores que as "velhas" nas situações vivencia das; enquanto que, nas situações imaginadas, as terapeutas "velhas", tanto pelo tempo de serviço como pela idade cronológica, encontram dificuldades, significativamente , maiores que as "novas". 2. A área IV (Danos em relação ao cliente ou a outras pessoas) foi a que provocou dificuldades significativamente maiores, tanto para as terapeutas "velhas" como para as "novas", em relação ao tempo de serviço e à idade cronológica. Algumas considerações são feitas a respeito da importância da conscientização das terapeutas "novas" e dos profissionais que cuidam de sua formação, sobre as dificuldades acima apontadas, e da necessidade de realização de outras pesquisas sobre o assunto
Palavras-chave: Psicoterapia centrada na pessoa
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Andrade, Gloria Maria Cavalcanti de. Dificuldades encontradas por psicoterapeutas rogerianos para vivenciarem as atitudes facilitadoras. 1980. 204 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1980.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15161
Data de defesa: 30-Nov-1980
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gloria Maria Cavalcante de Andrade.pdf9,91 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.