???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15117
Tipo do documento: Dissertação
Título: O conflito identificatório na histeria feminina
Autor: Ades, Claudia Livingston 
Primeiro orientador: Violante, Maria Lucia Vieira
Resumo: O objetivo dessa dissertação é realizar um estudo sobre a histeria feminina à luz da teoria psicanalítica freudiana e das contribuições de Piera Aulagnier que, com sua abordagem acerca dos primórdios da relação da mãe com a criança, assim como das expectativas projetadas no bebê pelos seus pais, irá revelar-se essencial no entendimento da neurose histérica. Em alguns momentos, será possível o diálogo com autores que, com suas observações clínicas, contribuem para a teoria psicanalítica. Realizarei um estudo sobre a constituição psíquica, assim como os percalços encontrados no caminho da feminilidade, que podem levar a menina à neurose histérica. Após exposição do referencial teórico, apresentarei um caso clínico, cuja paciente revelou características pertencentes à histeria. Mariane, nome fictício dado ao sujeito deste estudo, apresentava um conflito identificatório ligado à feminilidade que lhe trazia sofrimentos, tanto na esfera física quanto na psíquica. A partir de sua realidade histórica e do processo transferencial ocorrido durante a análise, fundamentada na teoria acima referida, será possível realizar uma articulação teórico-clínica; desse modo, suponho as principais dificuldades vivenciadas por Mariane em sua possível história libidinal e identificatória
Abstract: The aim of this dissertation is to study female hysteria, through the eyes of freudian psychoanalytical theory and Piera Aulagnier s contributions who, with her approach on the early stages of the relationship between mother and child, as well as on the expectations on the baby projected by the parents, will be proven essential in understanding hysterical neurosis. In some instances, it will be possible to create a dialogue with authors who, through their clinical observations, contributed to the psychoanalytical theory. Therefore, I will carry out a study on psychic constitution, as well as on the drawbacks towards the full expression of femininity which might lead a girl to hysterical neurosis. After the presentation of the theoretical reference, I will write about a case history, whose subject has presented female hysteria characteristics. Mariane, a fictional name given to the subject of this study, presented an identification conflict related to femininity, which brought her physical and psychic suffering. Consequently, a theoretical-clinic articulation will be drawn, based on the patient s history, as well as her analytical transference, in order to reach a better understanding of the referred neurosis. Thus, enabling us to further analyze the main difficulties she lived in her libidinal history, which helped to create her identification conflict
Palavras-chave: Histeria
Feminilidade
Conflito identificatório
Hysteria
Femininity
Identification conflict
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Ades, Claudia Livingston. O conflito identificatório na histeria feminina. 2012. 134 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15117
Data de defesa: 18-May-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Claudia Livingston Ades.pdf454,68 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.