???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15048
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uma revolução silenciosa: a sexualidade em mulheres maduras
Autor: Figueiredo, Ligia Baruch de 
Primeiro orientador: Souza, Rosane Mantilla de
Resumo: Este trabalho teve como objetivo compreender as mudanças nas crenças, expectativas e comportamentos de mulheres que viveram casamentos de longa duração e passaram pela transição de uma sexualidade conjugal para uma sexualidade pós-conjugal. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa fundamentada nos estudos sobre gênero, conceito formulado na década de 1970 para tornar conscientes os discursos normativos que naturalizam as diferenças entre homens e mulheres, utilizando-se das características anatômicas entre os sexos para justificar as desigualdades de poder entre eles. Foram realizadas entrevistas semi-dirigidas com cinco mulheres entre 46 e 70 anos, divorciadas há mais de dois anos e que estiveram casadas por pelo menos vinte anos. Os resultados mostraram que as mulheres entrevistadas estão experimentando novas formas de relacionamento pós-separação. E mesmo quando as expectativas em relação ao futuro incluem encontrar um companheiro, na maior parte das vezes, essas mulheres desvinculam a satisfação sexual do apaixonamento e se permitem experimentações nos relacionamentos sexuais inimagináveis no tempo de suas mães. Estas transformações podem beneficiar homens e mulheres que, ao questionarem às crenças e comportamentos que são tidos como tipicamente masculinos ou femininos, se tornam mais reflexivos e flexíveis
Abstract: This work aims to understand beliefs, expectations and behaviors of women that lived long-standing marital sexuality and moved to post-marital sex. It is a qualitative research based on studies about gender, a concept formulated during the 70s in order to enlighten normative speeches that depart from anatomical differences between male and female to justify power inequalities between men and women. Five semi-driven interviews were conducted, involving women ranging from 46 to 70 years, at least 2 years divorced, since marriages standing for at least 20 years. Results showed interviewed women experiencing post-divorce new forms of sexual relationship. And even when expectations included finding a future partner, these women quite frequently indulged in sexual satisfaction by experiencing forms of relationship not even imagined at the time when their mothers lived. These changes may benefit men and women that by questioning beliefs and behaviors thought as typically masculine, become more reflexive and flexible
Palavras-chave: Gênero
Sexualidade feminina
Divórcio
Meia idade
Gender
Women sexuality
Divorce
Middle-aged women
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/15048
Data de defesa: 14-Oct-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ligia Baruch de Figueiredo.pdf702,42 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.