???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14967
Tipo do documento: Dissertação
Título: O nascimento de uma mãe e os princípios de seu poder: contribuições para a psicopatologia fundamental
Título(s) alternativo(s): The borning of a mother and the principles of your power: contributions for the fundamental psychopathology
Autor: Hardt, Beatriz 
Primeiro orientador: Berlinck, Manoel Tosta
Resumo: Esta pesquisa originou-se das vivências clínicas com bebês e crianças pequenas com manifestações psicopatológicas importantes, implicando a não-ligação com as suas mães. As diferentes situações de diagnóstico observadas nos casos atendidos levaram a uma investigação sobre o poder da mãe na perspectiva de alteração das configurações estabelecidas nos termos de possibilidades de dar existência e de produção de sentido para o sofrimento. Foi possível encontrar nesta noção de poder a expressão dos princípios e fundamentos da humanização, dos quais destacamos o desejo de domínio e as proibições. Tomando como eixo condutor as construções freudianas em torno do complexo materno, é situado o fenômeno da ambivalência nos processos de subjetivação de uma mãe, desde uma reconstrução de um caso clínico, sustentada na referência de pesquisa psicanalítica no campo da Psicopatologia Fundamental. Este campo contempla toda construção subjetiva como necessariamente psicopatológica, entendendo-se por esta, a incompletude do ser, inerente à condição humana, traz consigo um pathos, uma paixão, um sofrimento. As articulações realizadas no curso desta investigação, ampliam as possibilidades de considerar a experiência de poder da mãe fundamental para a emergência do ser, desde uma perspectiva metapsicológica. As discussões da natureza desta experiência elementar, relacionada com a noção de ódio, de ausência - na representação da pulsão de morte -, do silêncio e a pergunta sobre o que é uma mãe se constituiu numa abertura em direção a um tratamento possível. A idéia é contribuir para a reflexão no exercício de uma clínica psicanalítica com mães em sofrimento
Abstract: This study is based on clinical experiences with babies and small children with important psychopathological manifestations that implied failure to connect with their mothers. The different diagnostic situations observed in the cases treated led to an investigation of the mothers' power in the perspective for changing the established configurations, in terms of the possibilities for giving existence and producing meaning from suffering. The expression of the principles and fundamentals of humanization were found in this notion of power, among which we emphazise the desire of domination and prohibition. Using as central theme a number of Freudian constructions on the maternal complex, it was possible to identify the phenomenon of ambivalence in processes of mother subjectivation, based on the reconstruction of a clinical case sustained by reference to psychoanalytic research in the field of Fundamental Psychopathology. This field to contemplate all subjective construction as psychopathological necessary, understanding for this, the entity unfinished, inherent to human condition, to bring with him a phatos, a passion, a suffering. The articulations conducted in the course of this investigation broaden the possibilities for considering the experience of the mother's power as fundamental for the emergence of the human being. Discussions on the nature of this elementary experience, related to the notion of hatred, of absence (in the representation of the death drive), of silence and the question as to what a mother is, have represented a step toward possible treatment. The intent is to contribute to the discussion on the exercise of psychoanalytic clinical work with mothers subjected to suffering
Palavras-chave: Psicologia Fundamental
poder
Fundamental Psychopathology
mother
power
Mães
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Psicologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Hardt, Beatriz. O nascimento de uma mãe e os princípios de seu poder: contribuições para a psicopatologia fundamental. 2005. 110 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14967
Data de defesa: 21-Sep-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Beatriz Hardt.pdf448,9 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.