???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14858
Tipo do documento: Dissertação
Título: Uma costura de tempo: memória e utopia na poesia de Manuel Bandeira
Autor: Nascimento, Patrício Alves do 
Primeiro orientador: Segolin, Fernando
Resumo: O propósito dessa dissertação é analisar como se configuram, na poesia de Manuel Bandeira, temas como a memória e a utopia. Para tanto, foram selecionados os poemas Vou-me embora pra Pasárgada e Teresa, textos que se mostram abertos à análise desses temas. Em nossa análise, começamos por pensar o que é o poético e o que o caracteriza. Vimos que ele nasce junto com o pensamento mítico e é uma espécie de permanência das principais características deste pensamento: amálgama entre a memória e a busca de uma verdade ou resposta para o ser. Relacionamos essa questão da busca com a percepção da falta na poética bandeiriana; falta de um corpo e de um futuro, que se reflete na construção de sua poesia, profundamente ligada aos temas da finitude e da memória. A partir das teorias do filósofo Henri Bérgson e do romancista Marcel Proust, passamos à análise do tema da memória propriamente dito, defendendo-o, na poesia bandeiriana, como possibilidade de recuperação e de recriação do que foi. Assim, percebemos que o tema da memória estava diretamente ligado ao tema da utopia, pois em um poema como Vou-me embora pra Pasárgada, a recuperação de um passado individual passa diretamente pela tradição de uma terra prometida a todos, mítica, verdadeira. Em Teresa, ocorre o processo inverso: da memória coletiva, através da releitura literária, passa-se ao anseio individual de comunhão com o outro, através do amor. Concluímos que a poesia banderiana é um processo de releitura e recriação permanente, um pêndulo que vai do eu ao outro para retornar cheia de novo significado para o eu. A poesia como um processo de costura de um eu, que nasce a partir de si e que passa necessariamente pelo outro
Abstract: The purpose of that dissertation is to analyze as they are configured, in Manuel Bandeira's poetry, themes as the memory and the Utopia. For so much, the poems were selected Vou-me embora pra Pasárgada and Teresa, texts that are shown open to the analysis of those themes. In our analysis, we began by thinking what is the poetic and what characterizes it. We saw that it is born with the mythical thought and it is a type of permanence of the main characteristics of this thought: amalgam between the memory and the search of a truth or answer for the being. We related that subject of the search with the perception of the lack in the poetic bandeiriana; it lacks of a body and of a future, that is reflected in the construction of his poetry, deeply linked to the themes of the finiteness and of the memory. Starting from philosopher Henri Bérgson's theories and of novelist Marcel Proust, we passed to the analysis of the theme of the memory, defending it, in the poetry bandeiriana, as recovery possibility and of recriação of what it was. Like this, we noticed that the theme of the memory was directly linked to the theme of the Utopia, because in a poem as Vou-me embora pra Pasárgada, the recovery of an individual past goes directly by the tradition of a promised land to all, mythical, true. In Teresa, it happens the inverse process: of the collective memory, through the literary rereading, we pass to the individual longing of communion with the other, through the love. We concluded that the poetry banderiana is a rereading process and permanent recreation, a pendulum that keep going from one to the other to return full of new meaning for the first one. The poetry as a process of seam of a particular person, that borns starting from itself and that necessarily goes by the other
Palavras-chave: Manuel Bandeira
Poesia
Memória
Utopia
Releitura
Poetry
Memory
Utopia
Rereading
Bandeira, Manuel -- 1886-1968 -- Critica e interpretacao
Memoria na literatura
Utopias na literatura
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Literatura
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Nascimento, Patrício Alves do. Uma costura de tempo: memória e utopia na poesia de Manuel Bandeira. 2008. 70 f. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14858
Data de defesa: 21-May-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Patricio Alves do Nascimento.pdf292,96 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.