???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14814
Tipo do documento: Dissertação
Título: A construção do discurso na ficção rosiana: oralidade, memória e cultura
Autor: Totoli, Maria de Fátima Lucena de Oliveira
Primeiro orientador: Berrini, Beatriz
Resumo: Este trabalho apreende a construção do discurso fabular, tendo as formas de oralidade como manifestação e material da escritura, voltada para a cultura e para a memória, nos textos Conversa de bois , Campo geral e As margens da alegria de João Guimarães Rosa. Demonstra as marcas da identidade da personagem infantil em situação de transformação, uma vez que as crianças fazem uma travessia no percurso das histórias por elas vividas em relação ao tema, sobretudo. Estes textos estão inseridos no âmbito da literatura nacional porque mostram a matéria fabular da influência espacial, da relatividade temporal e da relatividade cultural, que funciona como caráter local de profunda ressonância poética. Tal estudo compreende que inserir recursos de oralidade no texto literário significa preservar do esquecimento um mundo em vias de desaparecer, e articula de um só golpe o efêmero próprio do discurso poético oralizado, da cultura, da memória. A construção do discurso fabular destes textos, portanto, mostra-se constituída por recursos poéticos discursivos, na qual encontram-se registros do trabalho artesanal do escritor, a oralidade e fragmentos do real prontos a se articular em novas constelações de significações. Esses elementos colhidos nas mais vastas fontes da tradição popular entram na composição do tecido narrativo, traduzem o mundo da oralidade, recupera a fala arcaizante na construção do discurso e revelam a prática resultante de hábitos inveterados, a memória da transmissão oral de lendas, fatos, acontecimentos, de geração em geração. Além disso, esta pesquisa mostra que tais textos acolhem as contribuições de uma cultura fadada à destruição e incorpora compromissos de engendramento de sentidos fixos e de identidades definitivas
Abstract: This work apprehend the construction of the fable discourse, having the orality forms as manifestation and writing material towards the culture and the memory in the texts Conversa de bois (Oxen Talk), Campo geral (General field) and As margens da alegria (On the margins of the joy) by João Guimarães Rosa. It demonstrates the identity marks of the infant character in a transforming situation, once the children journey through the route of the stories live by them relating to the theme. These texts are inserted in the national literature field because they show the fable subject of the spatial influence, of the temporal and cultural relativity that works as local character of deep poetic resonance. Such study comprehend that inserting resources of the orality in the literary text means preserving the disappearing world of being forgotten, and it articulates at once the ephemeral that is as trademark of the oralized poetic discourse, of the culture, of the memory. However, the construction of the fable discourse in these texts is established by poetic discursive resources in which is registered the handmade work of the writer, the orality and fragments of the reality that is ready to articulate in new constellations of meanings. These elements caught from several resources of the popular tradition adjust to mend the narrative cloth, translate the world of the orality, recover the archaic speaking in the discourse construction and reveal the practicing of the deep-rooted habits, the memory of oral transmissions of legends, facts and happenings from generation to generation. Furthermore, this research indicates that such texts get the contribution of a culture destined to destruction and incorporates commitments of procreation of fixed senses and definite identities.
Palavras-chave: Oalidade
Escrita
Memória
Cultura
Orality
Writing
Culture
Memory
Rosa, Joao Guimaraes -- 1908-1967 -- Critica e interpretacao
Memoria na literatura
Oralidade na literatura
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA COMPARADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Literatura
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Totoli, Maria de Fátima Lucena de Oliveira. A construção do discurso na ficção rosiana: oralidade, memória e cultura. 2007. 136 f. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14814
Data de defesa: 11-May-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria F L O Totoli.pdf516,65 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.