???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14770
Tipo do documento: Dissertação
Título: (Des) construindo narrativas em A caverna, de José Saramago
Título(s) alternativo(s): (Des)constructing narratives in The cave, José Saramago
Autor: Alves, Maria Aparecida Rodrigues 
Primeiro orientador: Navas, Diana
Resumo: O presente estudo tem como proposta investigar as estratégias metaficcionais presentes no romance A Caverna, de José Saramago, bem como demonstrar de que forma o autor, recorrendo à intertextualidade, propõe ora a (re)formulação, ora a (re)afirmação dos discursos alheios, construindo e desnudando um texto que permanece no limiar. Para a realização deste intento, a pesquisa está organizada em três capítulos. No primeiro, intitulado As Tendências Contemporâneas da Literatura Portuguesa , apresentamos um breve panorama do romance contemporâneo português e suas principais tendências, bem como a trajetória literária empreendida por Saramago. As considerações de Miguel Real e Álvaro Cardoso Gomes na reconstituição deste panorama literário português, e as entrevistas e comentários críticos acerca da própria obra feitos por Saramago foram essenciais na construção deste capítulo. Em Discursos no Limiar: entre a (re)Afirmação e a (re)Formulação , segundo capítulo da dissertação, discutimos o conceito de metaficção proposto por Linda Hutcheon e comentado por Gustavo Bernardo e apresentamos as estratégias metaficcionais empregadas pelo autor na construção do romance em estudo e os efeitos de sentido gerados por tal emprego. A intertextualidade seja na retomada de ditos populares, no discurso bíblico ou ainda outros textos alheios , a intratextualidade e a metalinguagem foram aqui evidenciadas. No último capítulo, Diálogos entre as Cavernas Saramaguiana e Platônica , investigamos o diálogo intertextual estabelecido entre o romance de Saramago e o mito da caverna de Platão, sugerido desde o próprio título da obra. Objetivou-se, assim, apresentar como por meio da retomada de textos alheios, o autor português transita entre a (des)construção e a (re)construção dos discursos, criando um texto do limiar, e exigindo do leitor sua participação efetiva na criação de novos sentidos. Os conceitos de Kristeva e Jenny, no tocante à intertextualidade, já empregados também no capítulo dois, foram bastante relevantes
Abstract: This study proposes to investigate the metafictional strategies present in the novel A Caverna, by José Saramago, as well as to demonstrate how the author, using intertextuality, proposes sometimes either the (re)formulation or the (re) affirmation of other people's speeches, building and baring a text that remains on the threshold. To carry out this purpose, the research is organized into three chapters. In the first, entitled "Contemporary Tendencies in Portuguese Literature", we present a brief overview of contemporary Portuguese romance and its main tendencies, as well as the literary journey undertaken by Saramago. Considerations of Miguel Real and Alvaro Cardoso Gomes in the reconstruction of this Portuguese literary scene, and interviews and critical comments about his own work, made by Saramago, were essential in this chapter. In "Discourses on the threshold: between (re)affirmation and the (re)formulation," the second chapter of the study, we discuss the concept of metafiction proposed by Linda Hutcheon and commented by Gustavo Bernardo and present the metafictional strategies employed by the author in the construction of the studied novel and the effects of meaning generated by such employment. The intertextuality the resumption of popular sayings, the Bible discourse or the dialog with other unrelated texts the intratextuality and metalanguage were evidenced here. In the last chapter, "Dialogues between Saramago and Platonic caves", it s investigated the intertextual dialogue established between the novel of Saramago and the myth of Plato's cave, suggested from the very title of the work. The objective was to thus display as through the resumption of foreign texts, the Portuguese author moves between the (des)construction and (re)construction of the speeches, creating a threshold text and requiring the reader his effective participation in the creation of new meanings. The concepts of Kristeva and Jenny, regarding the intertextuality, already employed in chapter two, were quite relevant
Palavras-chave: Jose Saramago
Romance português contemporâneo
Metaficção
Intertextualidade
Caverna platônica
Portuguese contemporary romance
Metafiction
Intertextuality
Platonic cave
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Literatura
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Alves, Maria Aparecida Rodrigues. (Des)constructing narratives in The cave, José Saramago. 2015. 101 f. Dissertação (Mestrado em Literatura) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/14770
Data de defesa: 3-Nov-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Apareceida Rodrigues Alves.pdf287,4 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.