???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13829
Tipo do documento: Dissertação
Título: A linguagem dos relatórios: uma proposta de avaliação para a Educação Infantil
Autor: Colasanto, Cristina Aparecida 
Primeiro orientador: Liberali, Fernanda Coelho
Resumo: Este estudo tem por objetivo analisar dois tipos de relatórios de avaliação, utilizados em Educação Infantil, visando compreender de que forma a linguagem que os organiza contribui para o processo de ensino-aprendizagem. Discutindo o contexto de produção dos relatórios, assim como alguns dos sentidos e significados de avaliação construídos, este trabalho busca contribuir para uma maior compreensão acerca da atividade de avaliar crianças, bem como da organização de registros e observações de aulas, que se materializam na e pela linguagem dos relatórios. Teoricamente, o trabalho está apoiado na Teoria da Atividade Sócio-Histórico-Cultural, oriunda dos estudos de Vygotsky (1930; 1934), também por seu colaborador Leontiev (1904; 1979), e ampliada pelos estudos realizados por Engeström (1999; 2001). Com base nesses pressupostos, busca-se entender o processo de ensino-aprendizagem dentro da concepção de mediação e também de compreensão dialógica da linguagem (Bakhtin/ Volochinov, 1929), observando a avaliação como uma atividade inerente a esse processo. Outro ponto teórico abordado relaciona-se aos sentidos e significados de avaliação, uma vez que esses conceitos são fundamentais para compreender o avaliar dentro do processo de ensino-aprendizagem. Participaram da pesquisa, que se realizou como pesquisa-ação, a professora-pesquisadora e seus alunos, compondo-se, os dados focais, de dois tipos de relatórios de avaliação, utilizados em uma Escola Municipal de Educação Infantil de São Paulo. Os resultados demonstram que os instrumentos usados para avaliar crianças estão entrelaçados às concepções de ensino-aprendizagem do educador e da escola. Ao se adotar uma postura profissional crítica frente à prática pedagógica, não se pode, pois, deixar de avaliar a avaliação. Entendendo a Educação Infantil como um processo que ultrapassa os muros da escola, este estudo mostra que, por meio da linguagem, os relatórios de avaliação podem incluir não só a criança e o professor, pela descrição e argumentação sobre o processo de ensino-aprendizagem, mas também, os familiares das crianças, no entendimento da linguagem materializada no relatório
Abstract: The main point of this work is to analyses two kinds of assessment reports used in a Kindergarten School, in order to understand how its communication can contribute for teach-learning process. Discussing about the contexts where the reports are made and the meaning of assessments, this work aims to contribute for a better understanding about children assessment and also how the notes from class can be organized in order to be translated in a language for assessments. The Theory of this work is based on Social Historical and Cultural Activity Theory from Vygotsky Studies (1930; 1934) and also from Leontiev (1904; 1979), and extended by Engeström (1999; 2001). The goal, based on these presupposes, is to understand the teach-learning process according to mediator assessment conception and also the language comprehension (Bakhtin/ Volochnov,1929), observing the assessment as a activity no separate from this process. Another theory point is about the meaning of assessment, once these conceptions are very important in order to understand how to assess in the teach-learning process. As it is an action-research, joined it the research-teacher and her pupils, resulting two kinds of assessment reports used in a Sao Paulo Public Kindergarten School. The results shows that the ways used to assess children are connected to teach-learning process conceptions of teacher and school. When professional and critical pedagogical skills are adopted, it may not let to assess the assessment. Understanding that Kindergarten is a process over the school, this work shows that, through the language, the assessment reports may include not only children and teacher through the description of teach-learning process, but also the parents once the language used is understandable
Palavras-chave: Relatórios de avaliação
Ensino-aprendizagem
Assessment reports
Teach-learning
Relatorios -- Redacao
Educacao de criancas
Avaliacao educacional
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Lingüística
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Colasanto, Cristina Aparecida. A linguagem dos relatórios: uma proposta de avaliação para a Educação Infantil. 2007. 137 f. Dissertação (Mestrado em Lingüística) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13829
Data de defesa: 1-Feb-2007
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristina Aparecida Colasanto.pdf715,49 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.