???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13413
Tipo do documento: Dissertação
Título: A controvérsia da geração espontânea no século XIX: Bastian versus Pasteur
Autor: Araujo, Roberto de
Primeiro orientador: Martins, Lilian Al-Chueyr Pereira
Resumo: Na segunda metade do século XIX ocorreu um intenso debate sobre a geração espontânea envolvendo a comunidade científica e o público britânico. Este debate foi importante para a compreensão das idéias em vigor e para o estabelecimento de novas idéias que tiveram papel importante em vários ramos da Biologia. Esta dissertação é um estudo das idéias do médico Henry Charlton Bastian (1837-1915) sobre a geração espontânea. Durante toda a sua vida, ele aceitou que o surgimento de alguns organismos nos processos de fermentação ocorria através de geração espontânea e de 1870 a 1877 envolveu-se na discussão desta doutrina com Thomas Henry Huxley, John Tyndall e Louis Pasteur. Para esta dissertação foi escolhida a parte desta controvérsia relacionada com os experimentos que utilizavam a urina e a discussão feita entre Bastian e Pasteur sobre estes experimentos. Esta dissertação é composta por uma introdução e cinco capítulos. A introdução apresenta aspectos relevantes relativos à delimitação do objeto de estudo, a metodologia e a abordagem empregadas. O primeiro capítulo apresenta um breve histórico da teoria da geração espontânea, uma breve descrição da carreira e interesses de Bastian e como ele entendia a geração espontânea. O segundo capítulo apresenta, inicialmente, os experimentos realizados por Bastian onde ele obteve evidencias favoráveis à ocorrência da geração espontânea e é finalizado com a descrição e a análise de um conjunto de experimentos que Bastian realizou com urina. O terceiro capítulo apresenta os experimentos de Pasteur com urina, que ele contrapôs aos experimentos de Bastian. O quarto capítulo apresenta a controvérsia sobre os pontos de vista de Bastian e de Pasteur e descreve o encontro que Bastian teve com a Comissão indicada pela Académie das Sciences de Paris para decidir sobre a controvérsia. O quinto capítulo procura responder às perguntas apresentadas na introdução, ou seja, até que ponto os experimentos de Bastian e de Pasteur estavam bem fundamentados nos conhecimentos científicos da época e até que ponto a controvérsia foi determinada por fatores extra-científicos. Conclui-se que os experimentos realizados por ambas as partes envolvidas na controvérsia foram cuidadosos e que a diferença em relação aos resultados obtidos não se deveu a falhas metodológicas mas sim ao desconhecimento de alguns fenômenos biológicos da época. Além disso, que a posição adotada pela Comissão nomeada pela Académie des Sciences de Paris, ao não analisar os experimentos relevantes de Bastian e Pasteur pode ser explicada através de fatores extracientíficos
Abstract: In the second half of the XIXth century a vivid debate took place about the spontaneous generation involving the scientific community and the British public. This debate was important for the comprehension of the ideias of that time and for the establishment of new ideas that had an important role in various branches of Biology. This dissertation is a study of the ideias of the physician Henry Charlton Bastian (1837-1915) about spontaneous generation. During ali his life, he accepted that the appearance of some organisms in fermentation processes occurred by spontaneous generation and from 1870 to 1877 he took part on the discussion of this doctrine with Thomas Henry Huxley, John Tyndall and Louis Pasteur. For this dissertation, it was selected the controversy related with the experiments that used urine and the debate of Bastian and Pasteur about these experiments. This dissertation has an introduction and tive chapters. The introduction shows relevant aspects related to the scope of the study, the methodology and approach. The first chapter has a short historic review of the spontaneous generation theory, a brief description of the career and interests of Bastian and how he understood the spontaneous generation. The second chapter presents, initially, the experiments máde by Bastian, in which he obtained evidences favorable to the spontaneous generation occurrence and describes and analyses a group of experiments that Bastian performed with urine. The third chapter presents the experiments of Pasteur with urine, in which he contradicted Bastian's experiments. The fourth chapter presents the controversy about the views of Bastian and of Pasteur and describes the meeting that Bastian had with the Commission appointed by the Académie des Sciences of Paris to reach a decision about the controversy. The fifth chapter pursuits to answer the questions presented in the introduction, that is, at what extent Bastian's and Pasteur's experiments where suitably based on the scientific knowledge of that time and at what extent the controversy was determined by non scientific views. The conclusion that we carne is that the experiments performed by both parts involved with the controversy where carefully accomplished and that the different results they obtained where not due to methodological misplanning, but to the lack of knowledge of some biological phenomena by that time. On the other side, the position of not performing Bastian's and Pasteur's experiments adopted by the Commission appointed by Académie des Sciences of Paris can beexplained by non scientific agents
Palavras-chave: Bastian, Henry Charlton 1837-1915 -- Critica e interpretacao
Pasteur, Louis 1822-1895 -- Critica e interpretacao
Geracao espontanea
Debates e discussoes
Ciencia -- Historia
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Araujo, Roberto de. A controvérsia da geração espontânea no século XIX: Bastian versus Pasteur. 2005. 104 f. Dissertação (Mestrado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13413
Data de defesa: 30-Nov-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Roberto de Araujo.pdf5,77 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.