???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13399
Tipo do documento: Tese
Título: Ciência em tempos de Aids: uma análise da resposta pioneira de São Paulo à epidemia
Autor: França, Martha San Juan 
Primeiro orientador: Goldfarb, Ana Maria Alfonso
Resumo: A presente tese pretende mostrar como e por que o Brasil desenvolveu um modelo de combate à Aids elogiado internacionalmente a partir do programa pioneiro na América Latina, criado no Estado de São Paulo em 1983, dois anos depois do início oficial da epidemia nos Estados Unidos. A partir do relato dos médicos e de outros profissionais de saúde que deram início ao programa em São Paulo, o estudo pretende apontar os referenciais éticos, políticos e científicos que deram origem ao modelo brasileiro de combate à Aids e como esses referenciais influenciaram a maioria das posições públicas assumidas pelo país. Esses relatos e as pesquisas complementares apontam para a influência das idéias do movimento da reforma sanitária, em andamento na década de 1980, no programa de Aids desenvolvido em São Paulo. O movimento propunha a expansão e melhoria da cobertura de saúde no país, mas principalmente uma ampliação do espaço de participação popular nas questões ligadas à saúde e doença. Em São Paulo, devido ao momento histórico em que a epidemia começou a se manifestar, foi possível realizar um diálogo profícuo entre medicina e sociedade, entre produção de conhecimento e sua aplicação. Esse diálogo, se for levado adiante, pode servir para avaliar o papel da ciência na política de saúde e, vice-versa, para a incorporação de importantes aspectos sociais no processo de opções e decisões em ciência. Para essa tese, procuramos seguir a metodologia do Centro Simão Mathias/Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência (Cesima/PEPGHC) da PUCSP, segundo a qual a História da Ciência representa hoje um espaço de reflexão e contextualização de múltiplas áreas do conhecimento, entre elas tanto as Ciências Naturais como as Humanas. Como as preocupações desses dois campos se tornaram mais integradas, foi possível explorar aspectos antes negligenciados da História da Ciência, como as várias instituições que fazem a mediação entre conhecimento e sociedade com o objetivo de mostrar como o conhecimento é produzido, organizado e dimensionado
Abstract: This thesis aims to show how and why Brazil developed its internationally acclaimed model for fighting Aids. This model is based on Latin America s pioneer program, created in the Brazilian state of São Paulo in 1983, two years after the epidemic officially began in the United States. Based on reports by doctors and other healthcare professionals who started the São Paulo program, this study aims to present the ethical, political, and scientific references that gave rise to the Brazilian model for fighting AIDS and to show how these references have influenced the majority of public positions adopted in Brazil. The reports and complimentary research have shown how the ideas of the sanitary reform movement of the 1980s influenced the São Paulo program for fighting AIDS. This movement proposed the expansion and improvement of health coverage in Brazil, and, above all, an increase of public participation in matters related to health and illness. Given the period of history in which the epidemic appeared, in São Paulo it was possible to carry out a constructive dialogue between medicine and society, that is to say, between the creation of knowledge and the application of knowledge. Should this dialogue be furthered, it can serve as a tool to evaluate the role of science in the politics of health, and vice-versa, thus incorporating important social considerations into the scientific process of identifying options and making decisions. In this thesis, we aim to follow the methodology of the Simão Mathias Center / History of Science Post-Graduation Studies Program (Cesima/PEPGHC) of PUCSP. According to this methodology, the History of Science represents an opportunity to reflect upon and give context to multiple areas of knowledge today Natural Sciences and Human Sciences among them. Considering that the interests of these two areas have become more integrated, we have been able to explore aspects formerly neglected by Science History, such as the various institutions that intermediate between knowledge and society with the goal of showing how knowledge is produced, organized, and measured
Palavras-chave: AIDS
Reforma sanitária
Sanitary reform
History of science
Sao Paulo (estado) -- Secretaria da Saude -- Programa Estadual DST/AIDS -- Historia
Sindrome de imunodeficiencia adquirida
Politica de saude -- Brasil
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DAS CIENCIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: França, Martha San Juan. Ciência em tempos de Aids: uma análise da resposta pioneira de São Paulo à epidemia. 2008. 209 f. Tese (Doutorado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13399
Data de defesa: 10-Oct-2008
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Martha San Juan Franca.pdf1,33 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.