???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13363
Tipo do documento: Dissertação
Título: A imortalidade da alma na obra do Rabino Mosseh Rephael d'Aguilar: a contribuição da releitura renascentista dos clássicos gregos para o debate sobre a dualidade entre corpo e alma
Título(s) alternativo(s): The concept of soul, implied in The Treatise about the Immortality of the Soul written by Rabi Mosseh Rephael d Aguilar
Autor: Knijnik, Ivy Judensnaider
Primeiro orientador: Goldfarb, Jose Luiz
Resumo: A concepção de alma implícita no Tratado sobre a Imortalidade da Alma, de autoria do Rabino Mosseh Rephael d Aguilar, é resultado de condições específicas do entorno histórico-social da comunidade judaica na Holanda renascentista, nos Seiscentos. Também é fruto do debate sobre o antigo e moderno entre os filósofos naturais do período. A combinação da filosofia natural com a religião natural, adicionada ao caráter mágico advindo dos textos herméticos e da Cabala, evidenciam o esforço do mago renascentista em conciliar distinções, acolhendo a unidade subjacente às diferenças. As redes de relações entre aristotelismo, platonismo e neoplatonismo, bem como a magia que impregnou a Renascença através dos textos herméticos, dá o tom ao Tratado e explica muitos dos argumentos usados pelo Rabino Mosseh Rephael d Aguilar para provar a imortalidade da alma
Abstract: The concept of soul, implied in The Treatise about the Immortality of the Soul written by Rabi Mosseh Rephael d Aguilar, is a by-product of the specific social and historical conditions that surrounded the Jewish community in Holland, by the time of the Renaissance in the 1600. It is also the result of the arguments among the natural philosophers of the time about the old and the modern . By combining natural philosophy and religion, added to the magic character provided by the Cabala and hermetic writings, the efforts of the renaissance magician can be seen clearly, as his attempts to blend different views, and finding the unity underlying the differences. The net of relations among Aristotelian, Platonic and neo-Platonic schools, as well as the magic that perpetuated the Renaissance through the hermetic writings, sets the tone to the Treatise, and explains much of the rationale used by Rabi Mosseh Rephael d Aguilar in proving the immortality of the soul
Palavras-chave: Renascença - século 17
Renaissance, 17th Century
Aguilar, Moses Raphael d -- m. 1679 -- Tratado sobre a imortalidade da alma -- Crítica e interpretação
Imortalidade
Corpo e alma na literatura
Área(s) do CNPq: CNPQ::OUTROS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Knijnik, Ivy Judensnaider. The concept of soul, implied in The Treatise about the Immortality of the Soul written by Rabi Mosseh Rephael d Aguilar. 2005. 144 f. Dissertação (Mestrado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13363
Data de defesa: 11-May-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ivy.pdf835,75 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.