???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13278
Tipo do documento: Tese
Título: O infinito: ideias, transformações e as considerações de Giordano Bruno
Autor: Pinto, Aníbal 
Primeiro orientador: Goldfarb, Jose Luiz
Resumo: Nesta tese, buscamos verificar se o conceito de infinito sofreu transformações entre a Antiguidade e o século XVI. Influenciados pela tradição cristã, acostumamonos a considerar o infinito mais perfeito do que o finito, porém os antigos consideravam o infinito como imperfeito e o finito como perfeito. Para alguns autores, o infinito não poderia ser compreendido pelo intelecto finito da humanidade. Queremos demonstrar em nosso trabalho que o infinito fez parte do pensamento na história da humanidade, e foi debatido e estudado por diversos autores. Assim, o infinito deixou de ser um incômodo aos seres humanos e passou a fazer parte do pensamento da humanidade, mesmo com todas as possíveis crises religiosas ou de razão envolvidas no tema. Em nosso trabalho, buscamos destacar diversas formas de pensar o infinito, das ideias dos gregos antigos, os chamados pré-socráticos (século VII a V a.e.c.), as de Aristóteles (384-322 a.e.c.), destacamos também diversos autores, que datam do século XII ao século XVI, e seus respectivos pensamentos sobre o infinito. Através desses pensadores, o Renascimento também ganhou destaque em nosso trabalho. Por fim, destacamos Giordano Bruno (1548- 1600), uma personalidade controversa da história da humanidade, um pensador com uma obra extensa, tendo como tema central do seu trabalho, o infinito. A relevância do seu trabalho e a forma como enxerga o mundo, o universo e o infinito foram destacados. As ideias sobre infinitos mundos, universo infinito, vácuo, lugar e espaço e as refutações das ideias aristotélicas, permeiam todo o trabalho. Procuraremos demonstrar em nosso trabalho as diferentes ideias, transformações e considerações a respeito do infinito e a presença do divino associado às ideias
Abstract: In this thesis, we search for to ascertain how the concept of infinite has undergone transformations between classical Antiquity and the sixteenth century. Influenced by the Christian tradition, we have become accustomed to consider the infinite more perfect than the finite, but the ancients regarded the infinite as something imperfect and the finite as something perfect. Some authors think that the infinite could not be comprehended by the finite intellect of humanity. We want to show in our work, that the infinite was part of the human history s thoughts, and it has been debated and studied by several authors. So, the infinite stopped being a nuisance to humans and became part of the mankind s thinking, in spite of all the possible religious crises or reasons involved with the subject. In this aspect, we try to highlight a number of different ways to thinking the infinite, from de ancient Greek s ideas, called Pre-Socratics (V to VII century BCE), until Aristotle (384-322 BCE), approaching several authors from the twelfth century to the sixteenth century, and their thoughts about infinite. Through these thinkers, the Renaissance was also highlighted in our work. Finally, we emphasized the trajectory of Giordano Bruno (1548-1600), a controversial personality in the history of mankind, a thinker with an extensive work, which one has the infinite like its central theme. The relevance of Giordano Bruno s work and how he sees the world, the universe and the infinite, were also demonstrated here. The ideas about infinite worlds, infinite universe, vacuum, place and space and the refutations of the Aristotelian ideas, permeate all the work. We ll try to demonstrate in our work the different ideas, changes and considerations on the infinite and the divine presence, associated to the ideas
Palavras-chave: Infinito
Universo
Mundo
Lugar
Infinite
Universe
World
Place
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DAS CIENCIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Pinto, Aníbal. O infinito: ideias, transformações e as considerações de Giordano Bruno. 2012. 159 f. Tese (Doutorado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13278
Data de defesa: 10-Dec-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Anibal Pinto.pdf539,44 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.