???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13264
Tipo do documento: Dissertação
Título: A visão de ciência de Mário Schenberg: intuição e imaginação nas origens das ideias científicas
Autor: Souza, Aroldo Quinto de 
Primeiro orientador: Goldfarb, Jose Luiz
Resumo: O objetivo deste trabalho é discutir o papel da Imaginação na descoberta/transformação das ideias Científicas. Para isso primeiramente realizamos uma pesquisa com o intuito de caracterizar o processo imaginativo na atividade científica, em seguida buscamos um cientista cujas concepções a cerca da importância da imaginação nos permitisse dar continuidade ao trabalho na linha proposta inicialmente. Analisando neste contexto, não teríamos dificuldades em encontrar cientistas cuja obra científica serviria como objeto de estudo, porém escolhemos o Físico Mário Schenberg pois a análise de suas concepções a cerca do processo de criação das ideias científicas, nos permitiu entender que Schenberg foi um cientista que, demonstrando muita clareza do seu papel, não apenas na ciência mas na sociedade da sua época, desenvolveu um pensamento e uma visão de ciência que se contrapunha à visão padrão, de uma ciência inscrita na natureza do conhecimento racional, na qual a introdução de uma nova ideia por um ato estrito de imaginação ou intuição, seria impensável. Esperamos com este trabalho contribuir para continuidade da discussão do real papel que a imaginação e a intuição desempenharam e, certamente, ainda desempenham, na criação das ideias científicas
Abstract: The objective of this research is to discuss the role of imagination in the discovery /transformation of scientific ideas. For this primarily conducted a survey in order to characterize the imaginative process in scientific activity, then, we seek a scientist whose ideas about the importance of imagination, allowed us to continue the work as proposed initially. Analyzing in this context, we would not have trouble finding scientists whose work scientific would serve as object of study, however, we chose the Physical Mário Schenberg, because analysis of their conceptions about the process of creation of scientific ideas, allowed us to understand that Schenberg was a scientist what, demonstrating a lot of clarity of their role not only in science but in the society of his time, developed a thought and a vision of science that is distanced of the standard vision, a science inscribed in the nature of rational knowledge, in which the introduction of a new idea by an strict act of imagination or intuition, it would be unthinkable. We expect this work to contribute to the continuity of discussion about the actual paper that imagination and intuition played, and, certainly, still play in the creation of scientific ideas
Palavras-chave: História da Ciência
Imaginação
Intuição
Mário Schenberg
History of Science
Imagination
Intuition
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DAS CIENCIAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História da Ciência
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência
Citação: Souza, Aroldo Quinto de. A visão de ciência de Mário Schenberg: intuição e imaginação nas origens das ideias científicas. 2012. 103 f. Dissertação (Mestrado em História da Ciência) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13264
Data de defesa: 26-Mar-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Ciência

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aroldo Quinto de Souza.pdf1,5 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.