REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/13032
Tipo: Dissertação
Título: Os editoriais da Folha de São Paulo: evidências de uma solução bonapartista para a crise (1963-1964)
Autor(es): Sousa Junior, Valdemar Gomes de
Primeiro Orientador: Vieira, Vera Lúcia
Resumo: Este trabalho pretende contribuir na análise do papel da imprensa no golpe militar de 1964. Já que a historiografia brasileira, que produziu uma variedade de pesquisas a respeito do Golpe Militar de 1964, possui uma escassez de estudos sobre o papel da imprensa na articulação do golpe. Apesar da historiografia reconhecer a importância dos meios de comunicação na atividade conspiratória, que garantiu unidade no interior do grupo golpista e o apoio das classes médias, é somente a partir dos anos 1990 que começaram a aparecer trabalhos acadêmicos sobre mídia e o golpe militar. Porém, ainda continua sendo um tema pouco explorado. Com a finalidade de compreender um pouco melhor a relação entre a imprensa e o golpe, escolhemos os editoriais da Folha de S.Paulo, produzidos entre janeiro de 1963 e abril de 1964, como fonte documental para nosso estudo. Este período acompanha a duração do governo Goulart sob o regime presidencialista e termina no primeiro mês da ditadura militar. O objetivo principal da pesquisa é estabelecer os nexos constitutivos entre o jornal e as forças sociais que, sob a ponta da baioneta, acabaram com um governo legitimamente constituído e, ao mesmo tempo, recuperar a função social que o periódico cumpriu. Longe de reconhecer o jornal como simples instrumento para comprovar fatos e fornecer subsídios a interpretações mergulhamos no interior do jornal para compreendê-lo como produtor de ideologia e difusor de uma visão particular de mundo. A pesquisa demonstra que a Folha de S. Paulo ao adotar um posicionamento nos editoriais que responsabiliza o governo Goulart, por sua incapacidade administrativa, pela infiltração do comunismo no Brasil e pela crise política do período, dará legitimidade à intervenção militar, o golpe bonapartista
Abstract: This work intends to contribute in the analysis of the paper of the press in the military blow of 1964. The brazilian historiography that produced a variety of research on the Military Blow of 1964, has a shortage of studies on the role of the press in the articulation of the coup. Despite the historiography recognize the importance of media activity in the conspiracy, which ensured unity within the rebel group and the support of the middle classes, it is only from the 1990 that began to appear scholarly works on media and the military coup. But still remains a subject little explored. In order to understand a little better the relationship between the press and the coup, chose the editorial of Folha de S. Paulo, produced between january 1963 and april 1964, as a source document for our study. This period follows the duration of the Goulart government under the presidential system and ends in the first month of the military dictatorship. The main objective of the research is to establish the connections between the constituent newspaper and the social forces that, under the tip of the bayonet, ended with a legitimately constituted government and at the same time recover the social function that the journal fulfilled. Far from recognizing the newspaper as a tool to verify facts and provide subsidies to interpretation, deep inside the newspaper to understand it as a producer of ideology and diffuser of a particular vision of the world. The research shows that the Folha de S. Paulo to adopt a responsible position in the editorial that the government Goulart, for its inability administration, the infiltration of communism in Brazil and the political crisis of the period, give legitimacy to military intervention, the coup brother
Palavras-chave: Golpe militar
Bonapartismo
Ditadura militar
Discurso
Ideologia
Military blow
Bonapartism
Military dictatorship
Speech
Ideology
Editoriais
Folha de Sao Paulo (Jornal)
Brasil -- Historia -- Revolucao, 1964 -- Cobertura jornalistica
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: História
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Sousa Junior, Valdemar Gomes de. Os editoriais da Folha de São Paulo: evidências de uma solução bonapartista para a crise (1963-1964). 2007. 171 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/13032
Data do documento: 9-Nov-2007
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Valdemar Gomes de Souza Junior.pdf479,11 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.