???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12945
Tipo do documento: Tese
Título: Cinema e cidade: mobilidade, oralidade e precariedade no cinema de Ozualdo Candeias (1967-92)
Título(s) alternativo(s): Cinema and city: mobility, orality and precariousness in the Ozualdo Candeias´s cinema (1967-92)
Autor: Teles, Angela Aparecida
Primeiro orientador: Peixoto, Maria do Rosário da Cunha
Resumo: Esta tese interpreta a São Paulo construída em imagens pelo cineasta Ozualdo Candeias entre 1967 e 1992 como uma problematização das trocas realizadas na fronteira entre o mundo urbano e o rural, suscitadas pelo processo de industrialização e urbanização intensificado nos anos 50. Por meio da criação de uma estética da precariedade, esse cineasta inventou procedimentos cinematográficos para narrar o processo de desestruturação do mundo rural paulista no seu encontro com a cidade. A desterritorialização geográfica e cultural e o movimento de reconstituição e ressignificação de novos territórios na cidade foram construídos esteticamente através da mobilidade e oralidade das populações rurais recebidas pela cidade e da precariedade urbana recebida pelo campo. No Capítulo I discute-se a experiência histórica do Cinema da Boca do Lixo e sua importância na trajetória de Candeias como morador da cidade e cineasta. Partindo dos fragmentos de memória registrados em depoimentos publicados, das fotografias e documentários sobre o Cine Boca, interpretam-se os sentidos que o diretor atribuiu à rua do Triunfo como espaço social da gente de cinema e de outras sociabilidades que ancoravam suas existências naquela rua e imediações. No Capítulo II trata-se da representação cinematográfica do processo de desterritorialização e reterritorialização do caipira na cidade, entrelaçada à experiência de deslocamento cultural também vivido por Candeias. No Capítulo III trabalham-se os elementos do que foi aqui nomeado estética da precariedade: a mobilidade, a oralidade e a precariedade esteticamente elaboradas através das mesclas entre a ficção e o documentário, da desconstrução dos clichês do cinema clássico em torno da fotogenia, da diegese, dos cenários, dos personagens e da montagem
Abstract: This thesis interprets the São Paulo built through images by the film maker Ozualdo Candeias from 1967 to 1992 as a problematization of the exchanges held at the frontier between the urban world and the rural one, born from the process of industrialization and urbanization intensified in the fifties. By means of the creation of a Esthetics of Precariousness, the film maker invented cinematographic procedures for narrating the process of unstructuring of the paulista rural world on its meeting with the city. The geographic and cultural disterritorialization and the movement of reconstitution and resignifying of new territories in the city were aesthetically constructed through the mobility and orality of the rural populations received by the city, as well as the urban precariousness received by the country. In the chapter Cinema and Memory: Candeias at the Trash Point, we discuss the historical experience of the Cinema at the Boca do Lixo and its importance for the trajectory of Candeias as a city resident as well as a movies director. Starting from the fragments of memory registered in published statements, from the photos and documentaries on the Boca Cinema , we interpret the meanings which the director attributed to the rua do Triunfo (Triumph Street) as a social space for the movies people , and for some other sociabilities that anchored their existences in that street and neighborhood. In the chapter São Paulo, between the rural and the urban, we interpret the cinematographic representation of the process of disterritorialization and reterritorialization of the countryman in the city, interlaced with the experience of the cultural dislocation also lived by Candeias. In the chapter An Esthetics of Precariousness, we work the elements of what we named as the Esthetics of Precariousness: the mobility, the orality, and the precariousness esthetically worked out by means of the mixing up of fiction and documentary, of the disconstruction of classical cinema clichés based on photogeny, diegesis, scenery, characters and editing
Palavras-chave: Cinema
Boca do Lixo
Ozualdo Candeias
Cinema
Esthetics of precariousness
Ozualdo Candeias
Candeias, Ozualdo 1922- -- Critica e interpretacao
Cinema brasileiro -- Historia
Sociologia urbana -- Sao Paulo (cidade)
Sao Paulo (cidade) -- Historia
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL::HISTORIA DO BRASIL REPUBLICA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Teles, Angela Aparecida. Cinema and city: mobility, orality and precariousness in the Ozualdo Candeias´s cinema (1967-92). 2006. 236 f. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12945
Data de defesa: 22-Jun-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese ANGELA APARECIDA TELES.pdf6,27 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.