???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12728
Tipo do documento: Tese
Título: O catolicismo nas tramas do poder: a estadualização diocesana na Primeira República (1889-1930)
Autor: Gomes, Edgar da Silva 
Primeiro orientador: Londoño, Fernando Torres
Resumo: Esta pesquisa tem por objetivo central aprofundar o debate a respeito das questões que envolveram a reestruturação diocesana da Igreja Católica no Brasil e seus vínculos com o Estado Republicano pós separação Estado-Igreja, pelo Decreto 119-A, de 7 de janeiro de 1890, do Governo Provisório da República. Era uma situação nova que se colocava diante da elite eclesiástica brasileira, acostumada a fazer parte do universo de poder estatal. Com uma rede diocesana insignificante, eregidas ainda durante o período colonial e imperial brasileiro. Esse importante órgão da administração do catolicismo era achatado devido aos vínculos que prendiam Igreja-Estado no regime de padroado. Desde a primeira reunião do episcopado, em São Paulo, no ano de 1890, houve grande mobilização em torno da proposta de expansão da rede diocesana, com o apoio da Santa Sé, se colocou em prática um plano ambicioso de no menor tempo possível, erigir pelo menos uma diocese em cada Estado da Federação. A urgência, apesar da falta de recursos, se explicava, justamente pelo fato de, o republicanismo ter facultado aos estados uma autonomia antes inexistente. A primeira constituição republicana, promulgada em 1891, não chegou a ser o lobo da igreja , mas limitou bastante seu trânsito no poder. A pesquisa realizada, principalmente no Archivio Segreto Vaticano, traz uma variedade significativa de documentos sobre as articulações políticas que foram necessárias para executar esse projeto. Como nada em política é inocente, houve várias contradições no percurso, tramas e arranjos, que estamos acostumados a ver na política partidária, onde as alianças nem sempre seguem ideais, ao contrário, muitas vezes os contradizem. O objetivo a que se propôs a elite eclesiástica foi atingido. Documentos são bastante explícitos nesse sentido. A intenção na tese foi tentar articular algumas tramas de poder que Estado e Igreja, juntos, utilizaram para superar diferenças e forjar ações criando novas formas de convivência e interesses, que de alguma forma pudesse favorecê-los no Estado republicano laico
Abstract: This research aims to deepen the debates regarding the questions involving the restructuring of the Roman Catholic Church in Brazil and link this restructure with Republican State after the Church-State separation of power by Decree 119-A in January 7th of 1890 of the Provisional Government of the Republic. It was a new situation that arises beyond the ecclesiastical elite, deeply used to be a part of the universe inside State´s power. With an insignificant diocese, that emerged during colonial and imperial times of Brazilian history, this important structure of the Catholicism administration was crushed duo to the ties that bound Catholic Church and State at the system of patronage. Since the first meeting of the episcopate in São Paulo in 1890 there was a great mobilization around the proposal that intent to expand the Diocesan network and with the support of the Saint Faith was put into practice an ambitious plan that consisting of erecting at least one diocese in each State of the Federation as soon as possible. The urgency explains itself, even with the lack of resources, across the fact that the republicanism provided to the states some sort of autonomy that never existed before. The first Republican Constitution, published in 1891 was not the church´s wolf exactly, but limited considerably the Church´s influence inside the power. The research realized for this project was majority made at the Archivio Segreto Vaticano and brings a significant variety of documents about the political articulations necessary to execute this project. As nothing in politics is innocent there were several contradictions in the course, as much as conspiracies and scheming involving partisan politics that we are so used to see and hear about and where the political alliances not always follows ideals but, in so many times, contradicted these ideals instead. In this way, the main objective of the ecclesiastical elite was achieved. Documents are quite specific in this regard. The purpose of this research was try to articulate some schemes that State and Church together make use of to overcome differences and to forge actions creating new forms of acquaintance and interests intending to favor themselves at the secular republic State
Palavras-chave: Igreja Católica
Catolicismo
Estado
Política
Instituição
Poder
Roman Catholic Church
Catholicism
State
Politics
Institution
Power
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Gomes, Edgar da Silva. O catolicismo nas tramas do poder: a estadualização diocesana na Primeira República (1889-1930). 2012. 344 f. Tese (Doutorado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12728
Data de defesa: 7-May-2012
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Edgar da Silva Gomes.pdf31,43 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.