???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12701
Tipo do documento: Dissertação
Título: Contribuição para uma crítica ontológica à ideologia de Hannah Arendt: natalidade, história e revolução
Autor: Sartori, Vitor Bartoletti 
Primeiro orientador: Rago Filho, Antonio
Resumo: Pretende-se mostrar como Hannah Arendt não pode simplesmente ser enquadrada na filosofia irracionalista tratada por Lukács em A Destruição da Razão, ao mesmo tempo em que é dependente dessa e, em seu tempo, renova a posição irracionalista associando a mesma com uma tônica fortemente politicista. Nisso, temas essenciais à análise imanente da ideologia arendtiana são aqueles da natalidade, da história e da revolução, os quais têm unidade dada, no essencial, em seu projeto intitulado elementos totalitários do marxismo . Este último dá ensejo às obras mais lidas da autora como Entre o Passado e o Futuro, A Condição Humana e Sobre a Revolução. Pretende-se mostrar, assim, como as posições da autora tem sua gênese em um ímpeto contrário ao marxismo, ao socialismo e ao controle consciente das condições de existência do homem. A função concreta desta ideologia, busca-se mostrar, relaciona-se tanto com tradição irracionalista da qual bebe em sua formação filosófica, quanto com conservadorismo liberal de autores como Toqueville. Nisso, Arendt opõe-se, com uma abordagem próxima ao ateísmo religioso analisado por Lukács, não só à Revolução Francesa, mas, sobretudo, à Revolução Russa e às formas de atividade voltadas à construção do socialismo e da emancipação humana
Abstract: The objective of this writing is to make explicit the essential determinations of Arendt´s thought, that cannot be seen only with Lukács, concept of irrationalism, but are inseparable from it. Arendt´s ideology is developed during the Weimar republic and, after de second world war, on the USA and has strong relations with her project regarding the totalitarian elements of Marxism . Can be considered part of this project the books Between Past and Future, The Human Condition and On Revolution. Taking in account Hannah Arendt´s position towards reality, we intend to show the origins of Arendt s thought on her telos opposite to Marxism, socialism and, mainly, to the conscious control of the economy. The concrete position of the author, as a result, we intend to prove, is related at the same time with the German irrationalism and with the liberal-conservative tradition expressed in Toqueville and Burke mainly. So, finally, we analyze how she is next to religious atheism (analyzed by Lukács) when it comes to comprehend the arendtian narrative on the American and on the French Revolution. Both narratives are essential when we take on account that the author is opposed not only to the French revolution, but also to socialism, the Russian Revolution, and humam emancipation
Palavras-chave: Hannah Arendt
Natalidade
História
Revolução
Politicismo
Irrationalism
History
Revolution
Politicism
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: História
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Sartori, Vitor Bartoletti. Contribuição para uma crítica ontológica à ideologia de Hannah Arendt: natalidade, história e revolução. 2011. 549 f. Dissertação (Mestrado em História) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12701
Data de defesa: 18-Oct-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Vitor Bartoletti Sartori.pdf2,97 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.