???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12282
Tipo do documento: Dissertação
Título: Reabilitação auditiva na criança: a questão da adesão ao tratamento e ao uso do aparelho de amplificação sonora individual
Título(s) alternativo(s): Hearing rehabilitation in children: the matter of adhesion to treatment and use of hearing aids
Autor: Miguel, Juliana Habiro de Souza 
Primeiro orientador: Novaes, Beatriz Cavalcanti de Albuquerque Caiuby
Resumo: Introdução: Diagnóstico precoce da deficiência auditiva em crianças, bem como início da intervenção o mais cedo possível têm sido apontados como determinantes no desenvolvimento auditivo e de linguagem, com importantes implicações no processo de inclusão social e desempenho comunicativo. No entanto, o sucesso da intervenção está diretamente relacionado à adesão dos pais ao Serviço de Saúde Auditiva, à compreensão das escolhas e do potencial de seus filhos, de modo que possam ajustar suas expectativas no decorrer do tratamento. O presente estudo busca analisar alternativas que garantam a adesão ao uso do Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) e maior envolvimento da família nas etapas iniciais da intervenção. Objetivo: discutir a adesão das famílias na fase inicial de intervenção quanto ao uso do AASI e participação no processo, bem como sua relação com desempenho auditivo e de linguagem das crianças com deficiência auditiva. Visa ainda analisar como questões relativas à adesão são problematizadas no Grupo de Adesão Familiar (GrAF). Método: Participaram do estudo pais e/ou responsáveis de 16 crianças deficientes auditivas que frequentavam o ADAPTI (Adaptação de AASI e Terapia Inicial) no ano de 2009 e que estavam regularmente inscritas no Serviço de Saúde Auditiva - Centro Audição na Criança CeAC. Os pais foram divididos em três grupos: PRÉ DETERMINADO - PD (Famílias participantes tanto da terapia fonoaudiológica quanto do GrAF, desde o primeiro dia estabelecido para o início dos atendimentos até o último dia), FLUXO CONTÍNUO - FC (Famílias que iniciavam a participação no grupo a partir do momento em que chegavam ao CeAC para o ADAPTI) e CONTROLE - C (Famílias que participaram somente da terapia fonoaudiológica, mas não do GrAF). Os instrumentos utilizados foram: registro das informações dos prontuários dos sujeitos da pesquisa, entrevista com os pais (NOVAES, 1986), Escala de Avaliação de Envolvimento Familiar (MOELLER, 2000), MUSS, IT MAIS, atividades de sensibilização cultural (NOVAES, 1986) e Avaliação do uso efetivo do AASI. Resultados: Foi constatada a efetividade da adesão dos pais ao tratamento dos filhos, sendo registrado comparecimento em mais de 50% dos atendimentos propostos (intervenção terapêutica e/ou GrAF). No que se refere ao funcionamento e às dinâmicas realizadas nos GrAF, foi possível avaliar diferenças quanto aos vínculos e troca de experiências entre os participantes. Na análise estatística dos agrupamentos de crianças, homogêneos internamente e heterogêneos entre si quanto às variáveis: IT MAIS e MUSS, foi possível a formação de três diferentes grupos no que se refere ao uso do datalog (horas/dia), envolvimento familiar e grau de perda auditiva. Conclusão: O uso sistemático de AASI foi a única variável com forte relação com habilidades auditivas e de linguagem. Grau de perda auditiva e idade de início de amplificação não explicaram o desenvolvimento das crianças do estudo. Estabelecimento de rotinas e procedimentos nos Serviços de Saúde Auditiva para avaliar a adesão das famílias de crianças com deficiência auditiva ao tratamento, na fase inicial de intervenção são necessários, em especial no que se refere ao uso do AASI e participação no processo de reabilitação auditiva
Abstract: Introduction: Early diagnosis of hearing loss in children, as well as fast intervention, have been shown to be determining factors for hearing and language development, with important implications for the social inclusion process and communicative performance. However, intervention success is directly related to the parents adhesion to the Hearing Care Service, understanding of choices, and potential of their children, in order to adjust their expectations during the treatment. The present study aims to analyze alternatives that guarantee adhesion to use of Hearing Aids, and greater family participation in the initial steps of the intervention. Goal: Discuss family adhesion to the initial part of the intervention, regarding hearing aid usage and participation in the process, as well as its link with hearing and language performance of hearing impaired children. It also aims to examine how adhesion-related issues are problematized in the Family Adhesion Group (GrAF). Method: The study comprehended parents / caregivers of 16 hearing impaired children who attended the ADAPTI (Hearing Aid Fitting and Initial Therapy) in 2009, who had formally applied for the Hearing Care Service (Centro Audição na Criança CeAC). The parents were divided in three groups: Previously Determined (Families that attend both the speech therapy and the GrAF, from the first day set for the beginning of sessions, to the last day); Continuous Flow (Families that started attending the group from the moment they arrived at the CeAC for the ADAPTI); and Control (Families that only attended speech therapy, but not the GrAF). The instruments used included: registering the information from the charts of subjects involved in the research, interviews with the parents (NOVAES, 1986), Family Involvement Scale Evaluation (MOELLER, 2000), MUSS, IT MAIS, cultural awareness activities (NOVAES, 1986) and effective hearing aid usage evaluation. Outcomes: The study verified the effectiveness of parent adhesion to their children s treatment, with over 50% of attendance in the proposed activities (therapeutic intervention and / or GrAF). Regarding the operation and the activities performed at the GrAFs, it was possible to evaluate the differences concerning ties and experience exchanges among the participants. The statistical analysis of children groups, internally homogeneous and heterogeneous among themselves regarding the variables: IT MAIS and MUSS, it was possible to establish three distinct groups regarding datalog usage (hours a day), family participation and degree of hearing loss. Conclusion: The systematic use of hearing aids was the only variable closely related to hearing and language skills. Degree of hearing loss and age at the beginning of amplification, have not explained the development of the children in the study. Establishing routines and procedures at the Hearing Care Services to evaluate adhesion of hearing impaired children s families to the treatment, at the beginning of the intervention are essential, especially concerning the use of hearing aids and participation in the hearing rehabilitation process
Palavras-chave: Reabilitação auditiva
Envolvimento familiar
Hearing rehabilitation
Family participation
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Miguel, Juliana Habiro de Souza. Hearing rehabilitation in children: the matter of adhesion to treatment and use of hearing aids. 2010. 151 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12282
Data de defesa: 28-Jul-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliana Habiro de Souza Miguel.pdf1,49 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.