???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12233
Tipo do documento: Dissertação
Título: Potencial evocado auditivo de tronco encefálico e de estado estável com estímulo clique na triagem auditiva em lactentes
Autor: Cea, Jenny Andrea Agurto 
Primeiro orientador: Lewis, Doris Ruthy
Resumo: Introdução O potencial evocado auditivo de tronco encefálico (PEATE) convencional ou automático é um método eletrofisiológico aplicado na triagem auditiva, principalmente em neonatos com indicadores de risco para perda auditiva (IRPA). Estudos apontam que o estímulo clique utilizado no potencial evocado auditivo de estado estável (PEAEE) detecta de forma rápida a presença de resposta nas intensidades fracas, podendo estimular ambas as orelhas simultaneamente. Trata-se de um procedimento que pode ser útil na triagem auditiva neonatal (TAN). Objetivo Descrever e comparar os resultados de passa e falha, assim como a duração da triagem auditiva em lactentes com a utilização do PEATE, PEATE-A e PEAEE - clique nas intensidades de 30 e 35 dBNA. Método Foram avaliados 30 lactentes com IRPA encaminhados de hospitais públicos para realizar a triagem auditiva. As técnicas realizadas foram PEATE e PEAEE- clique nas intensidades de 30 e 35 dB NA. O PEATE-A foi realizado em 35dBNA. No PEAEE - clique onze lactentes realizaram a estimulação binaural e dezenove, monoaural. Aqueles que falhavam poderiam ser avaliados mais de uma vez. Foi realizada a análise da duração de cada técnica. Resultados Foram avaliados 30 lactentes com idade entre 10 e 97 dias. Os resultados encontrados no PEATE-A foram: 28(93,3%) lactentes passaram em ambas as orelhas e dois (6,7%) falharam bilateralmente. O tempo médio de duração do teste foi de, aproximadamente, 1.8 min. para a OD e 2.1 min. para a OE. No PEATE na intensidade de 30dBNA 27 lactentes (90%) passaram em ambas as orelhas; dois lactentes (6,7%) falharam bilateralmente e apenas um (3,3%) falhou unilateralmente. Na intensidade de 35dBNA 26 (86,7%) passaram em ambas as orelhas; dois (6,7%) falharam unilateralmente e dois (6,7%) falharam bilateralmente. O tempo médio de duração foi de, aproximadamente, 2.4 min. para cada orelha nas duas intensidades. No PEAEE - clique em 30dBNA 26 (86,6%) passaram em ambas as orelhas e quatro (13,3%) falharam unilateralmente. O tempo médio de duração do teste na avaliação monoaural foi de, aproximadamente, 2.3 min. na OD e 2.5 min. na OE. Na avaliação binaural o tempo médio foi de 3.1 min. Em 35dBNA os resultados encontrados foram: 25 (83,3%) lactentes passaram em ambas as orelhas; cinco (16,7%) falharam unilateralmente. Para a avaliação na OD o tempo médio foi de 2.2 min., e para a OE, de 2.1 min. Quando realizado o teste de forma binaural, o tempo foi de 3.7 min. Em 30dBNA os resultados sugerem concordância nos dois testes. Em relação ao tempo médio não foi detectada diferença significativa entre o PEATE e PEAEE - clique. Na intensidade de 35dBNA, na maioria dos indivíduos, ocorreu concordância de resultado nos testes quando comparados dois a dois. Na análise da duração os menores valores médios e medianos foram observados no PEATE-A, e os maiores no PEAEE - clique binaural. A maioria dos sujeitos que passaram no PEAEE - clique realizou a avaliação apenas uma vez. Não houve associação entre os resultados e a idade gestacional nas duas intensidades. Conclusão Houve concordância nos resultados em 30 dBNA para PEATE e PEAEE - clique; o PEATE-A e o PEATE apresentaram forte concordância em seus resultados na intensidade de 35 dBNA; não houve diferença significativa em relação à análise de duração de tempo das três técnicas estudadas. São necessários mais estudos com PEAEE - clique na TAN para que possam ser realizados ajustes nessa técnica
Abstract: Introduction Conventional (ABR) or automatic (AABR) auditory brain responses is an electrophysiological method used in auditory screening, mainly in newborns with hearing loss risk indicators. Studies indicate that click stimulus used in auditory steady state response (ASSR) can quickly detect the presence of response at low intensities as well as can simultaneously stimulate both ears. The procedure could then be useful in newborn auditory screening (NAS). Objective To describe and to compare the results of pass and refer as well as the duration of the hearing screening in infants by the use of ABR, AABR and ASSR with click stimulus techniques at 30 and 35dBHL intensities. Methods Once referred from public hospitals for hearing screening, 30 infants with hearing loss risk indicators aging from 10 to 97 days were evaluated. ASSR and ABR techniques were performed at 30 and 35dBHL intensities. The AABR one was held at 35dBHL. In ASSR 11 infants underwent binaural stimulation and 19 infants, the mononaural one. Those who failed could be reevaluated. The duration of each of the techniques was also analysed. Results The AABR technique showed that 28 (93.3%) infants passed in both ears and 2 (6.7%) had bilaterally failed. The meantime of test duration was nearly 1.8 minutes for right ear(RE) and 2.1 minutes for left Ear (LE). For ABR at 30dBHL , 27 (90%) subjects passed in both ears, 2 (6.7%) failed bilaterally and only 1 (3.3%) failed unilaterally. At 35dBHL, 26 (86.7%) passed in both ears, 2 (6.7%) failed unilaterally and 2 (6.7%) failed bilaterally. The meantime of test duration was nearly 2.4 minutes for each ear, at both intensities. For ASSR at 30dBHL, 26 (86.6%) infants passed in both ears and 4 (13.3%) failed unilaterally. The average test duration in monoaural evaluation was nearly 2.3 minutes in RE and 2.5 minutes in LE. In binaural evaluation the average duration was 3.1 minutes. At 35dBHL, 25 (83.3%) infants passed in both ears and 5 (16.7%) failed unilaterally. For RE evaluation the average duration was 2.2 minutes and for LE it was 2.1 minutes. When performed the binaural test, the average duration was 3.7 minutes. At 30 dBHL, results suggest agreement for both tests. As to the duration, no significant difference was detected between ABR and ASSR values. At 35dBHL most individuals showed concordant results when compared in twos. In duration assessment the lowest mean and median values were observed in AABR test and the highest in ASSR binaural. Most subjects who passed in ASSR were evaluated only once. There was no association between the results and gestational age at both intensities. Conclusion There was a clear agreement between ABR and ASSR results at 30dBHL; AABR and ABR techniques showed strong concordant results at 35dBHL and no significant differences were detected among the three techniques as to the test duration. Additional investigations on ASSR in NAS are needed so that the technique can be improvingly adjusted
Palavras-chave: Triagem neonatal
Fatores de risco
Audiometry
Evoked response
Neonatal screening
Risk factors
Audiometria de resposta evocada
Triagem auditiva neonatal
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Cea, Jenny Andrea Agurto. Potencial evocado auditivo de tronco encefálico e de estado estável com estímulo clique na triagem auditiva em lactentes. 2009. 99 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12233
Data de defesa: 19-Feb-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jenny Andrea Agurto Cea.pdf1,25 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.