???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12190
Tipo do documento: Dissertação
Título: Emissões otoacústicas evocadas por produto de distorção em indivíduos com audição normal
Autor: Coube, Carmen Zaramella Vono 
Primeiro orientador: Costa Filho, Orozimbo Alves da
Resumo: Os audiologistas têm demonstrado interesse pelas emissões otoacústicas, pois sua mensuração é objetiva, rápida e não traumática. Dentre elas, as evocadas por produto de distorção (OPOAE) são particularmente importantes, devido às suas propriedades fisiológicas. Mas, para sua utilização clínica definitiva, muitos aspectos precisam ser melhor elucidados. Assim, como contribuição, realizou-se o presente trabalho, cujo objetivo foi estudar as características das emissões otoacústicas evocadas por produto de distorção, em indivíduos com audição normal (limiar < 20 dB HL). Atualmente, para uso clínico, os produtos de distorção têm sido empregados de duas maneiras, ou seja, através do OP-Gram, que avalia diversas freqüências a uma determinada intensidade sonora pré-fixada, e do DP Growth Rate (função entrada- saída),onde se observam as respostas nas freqüências específicas em função do aumento da intensidade. Para se avaliarem as OPOAE registrou-se o OP-Gram e o DP Growth Rate ( função entrada-saída) em ambos os ouvidos de 100 indivíduos: 50 de cada sexo, na faixa etária de 18 a 33 anos. O equipamento utilizado para os testes das OPOAE foi o ILO 92 OTODYNAMIC ANALlZER. No OP-Gram foram testadas as freqüências de 1, 1,5 , 2 , 3 , 4 e 6 kHz, e o estímulo sonoro foi de 70 dB SPL, em passos de 3 pontos/oitava. No DP Growth Rate foram testadas as freqüências de 1,5 , 3 e 6 kHz e o estímulo sonoro foi de 45 a 70 dB SPL, em passos de 5 dB por ponto. A proporção f2/f1 foi 1,22 para ambos os testes. As respostas foram consideradas como presentes quando se encontravam acima do ruído de fundo. Todos os indivíduos testados apresentaram DPOAE e a ocorrência diminuiu quando a intensidade do estímulo decresceu. Não houve diferença estatisticamente significante a 1% entre sexos e entre ouvidos. Não houve correlação entre os limiares auditivos dos indivíduos e as amplitudes das DPOAE, observadas no DP- Gram. No DP-Gram observou-se que: a faixa de amplitude das DPOAE ficou, em média, 56 a 65 dB SPL abaixo do nível inicial das primárias (70 dB SPL) e houve picos nas freqüências de 1,5 e 6 kHz e declíneo em 3 kHz; no ruído de fundo a amplitude mostrou um pico na freqüência de 1 kHz, um declíneo em 1,5 kHz e uma ascensão na freqüência de 4 kHz até 6 kHz. No DP Growth Rate as curvas de entrada-saída apresentaram inclinação linear sem "plateau", com aumento dessa inclinação a partir do estímulo de 55 dB SPL e cresceram das freqüências mais baixas para a de 6 kHz; o limiar variou, em média, de 46 a 50 dB SPL, conforme a freqüência testada; a faixa da amplitude ficou em média 35 a 46 dB SPL, 40 a 52 dB SPL e 27 a 46 dB SPL, respectivamente nas freqüências de 1,5 , 3 e 6 kHz, abaixo do nível inicial das primárias (45 dB SPL); no ruído de fundo a curva entrada-saída apresentou um "plateau", com uma ascensão a partir do estímulo de 55 dB SPL. O tempo médio de realização dos dois testes foi de 2 minutos e 40 segundos
Abstract: Audiologists have shown interest in acoustic emissions since their measurements are objective, rapid and non traumatic. Among them, the ones evoked by distortion product otoacoustic emissions ( DPOAE ) are particularly important, due to their physiologic properties. However, for their definite clinical use a number of features should be clarified. The aim of the present study was to evaluate the otoacoustic emissions evoked by distortion products in normally hearing subjects ( treshold < 20 HL ). Recently, for clinical use, distortion products have been employed in two ways, by DP-Gram, wich evaluates several frequencies at a given prestablished sound intensity, and by DP Growth Rate ( input-output function ), where responses are observed in specific frequencies due to 'the"intensity enhacement. In order to evaluate DPOAE, DP-Gram and DP Growth Rate were registered in both ears of 100 subjects: 50 males and 50 females, age range between 18 to 33 years old. The testing equipment for DPOAE was the ILO92 OTODYNAMIC ANALlZER. In DP-Gram frequencies 1, 1,5 , 2 , 3 , 4 e 6 kHz were tested and the sound stimulus was 70 dB SPL in steps of 3 points/octave. In DP Growth Rate the frequencies of 1,5 , 3 e 6 kHz were tested and the sound stimulus was 45 to 70 dB SPL in steps of 5 dB by point. The f2/f1ratio was 1,22 for both tests. The responses were considered present when found higher than the noise floor of the recording system. Ali the subjects tested showed DPOAE and the occurrence declined when the stimulus intensity decreased. There was no statistically significant difference at 1% between sexes and between ears. No correlation was found between subjects hearing tresholds and the DPOAE amplitudes observed in DP-Gram. It was observed in DP-Gram that: the DPOAE amplitude range was, in average, 56 to 65 dB SPL under the primary initial level ( 70 dB SPL ) and there were peaks in frequencies of 1,5 and 6 kHz and declines in 3 kHz; in noise floor the amplitude showed a peak in 1 kHz frequency, a decline in 1,5 kHz and a rising in frequency of 4 kHz up to 6 kHz. In DP Growth Rate the input-output functions showed a linear inclination without "plateau", with an increase of this inclination from 55 dB SPL on, and increased from the lower frequencies to 6 kHz; the treshold variation was, in average, 46 to 50 dB SPL, according to the tested frequency; the amplitude range was in average, 35 to 46 dB SPL, 40 to 52 dB SPL and 27 to 46 dB SPL, respectivelly in frequencies 1,5 , 3 and 6 kHz, under the primary initial level ( 45 dB SPL ); in noise floor the input-output function showed a "plateau" with a rising from the 55 dB SPL stimulus on. The average time of the testing performance was 2 minutes and 40 seconds
Palavras-chave: Audicao
Emissoes otoacusticas evocadas
Audiometria
Audiologia clinica
Emissoes espontaneas
Testes audiologicos
Disturbios da Comunicacao
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Coube, Carmen Zaramella Vono. Emissões otoacústicas evocadas por produto de distorção em indivíduos com audição normal. 1997. 137 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1997.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12190
Data de defesa: 30-Dec-1997
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
carmen zaramella vono coube.pdf3,41 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.