???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12155
Tipo do documento: Dissertação
Título: Comportamento vocal e características do ambiente em cantores de grupo de louvor
Título(s) alternativo(s): Vocal behavior and environment characteristics in praise groups singers
Autor: Faria, Diana Melissa 
Primeiro orientador: Andrada e Silva, Marta Assumpção de
Resumo: Objetivo: Descrever e comparar o comportamento vocal no ambiente religioso de cantores do grupo de louvor de diferentes Igrejas. Métodos: Participaram 30 cantores de grupos de louvor de 10 diferentes Igrejas Evangélicas e Católicas. Um questionário foi aplicado aos cantores, investigando o uso vocal, queixas da voz cantada, conhecimento e freqüência de aspectos da saúde vocal. A avaliação perceptivoauditiva da voz e a análise psicoacústica do ambiente foram realizadas in loco, por três fonoaudiólogas especialistas em voz. A análise estatística de Cluster possibilitou a divisão das igrejas em 3 grupos, de acordo com as semelhanças psicoacústicas: GRUPO I: Metodista, Batista, Católica Carismática, Quadrangular; GRUPO II: Vale da Benção, Evangelho Livre, Renascer em Cristo, Assembléia de Deus; GRUPO III: Católica Tradicional e Presbiteriana. Resultados: Os cantores apresentam conhecimento sobre os aspectos de saúde vocal, mas realizam abuso ou mau-uso vocal e não realizam hábitos que preservam a saúde vocal. Metade dos cantores já realizou aulas de canto mas, por um tempo reduzido. Quanto a queixas vocais, 90% dos cantores apresentaram mais que uma queixa vocal em relação à voz cantada. Na avaliação perceptivo-auditiva da voz constatamos, na maioria, postura corporal adequada, ataque vocal suave, ausência de projeção vocal, articulação precisa, pitch agudo e médio agudo no gênero feminino, médio grave e grave no gênero masculino, qualidades vocais variáveis. O loudness e a ressonância predominantes apresentaram diferenças estatisticamente significantes entre os cantores: GRUPO I loudness variado entre fraco e adequado e ressonância laringo-faríngea; GRUPO II loudness variado entre adequado e forte e ressonância laringo-faríngea; GRUPO III loudness adequado e ressonância equilibrada. Quanto aos aspectos psicoacústicos, houve diferenças estatisticamente significantes entre os grupos: GRUPO I: equalização do som com destaque para os instrumentos, intensidade adequada do som, ausência de reverberação excessiva, compreensão assistemática da mensagem cantada; GRUPO II: equalização variada entre as igrejas, intensidade do som forte, presença de reverberação excessiva, compreensão assistemática da mensagem cantada; GRUPO III: equalização priorizando a voz dos cantores, intensidade do som adequada ao ambiente, ausência de reverberação excessiva e compreensão sistemática da mensagem. Houve correlação estatisticamente significante entre a compreensão da mensagem e as características do som ambiente - equalização, intensidade do som e reverberação excessiva -, bem como, entre ataque vocal suave e presença de projeção vocal, e entre ataque vocal suave e menor número de queixas vocais. Conclusão: Os achados desta pesquisa reafirmam a importância da avaliação in loco, e apontam que neste tipo de avaliação deve ser enfocado, além da voz, o ambiente no qual ela está sendo produzida, com destaque para seu contexto de produção. A avaliação in loco nos possibilita conhecer o comportamento vocal e as características do ambiente que interferem neste comportamento. Assim como nos cantores religiosos, nas vozes profissionais, a compreensão da relação entre voz e ambiente é essencial para a compreensão do comportamento vocal do indivíduo
Abstract: Purpose: To describe and compare the vocal behavior in the religious environment of singers from praise groups of different churches. Methods: Participation of 30 singers from praise groups from 10 different Evangelic and Catholic Churches. A questionnaire was given to the singers, investigating vocal use, singing voice complaints, knowledge and frequency of vocal health aspects. The voice perceptual analysis and the environment psychoacoustic analyses were carried out in loco, by three speech pathologists specialized in voice, the statistic analyses of Cluster provided the division of the Churches in three groups, according to the similar psychoacoustic: GROUP I: Methodist, Baptist, Charismatic Catholic, "Quadrangular"; GROUP II: "Vale da Bênção", "Evangelho livre", "Renascer em Cristo", "Assembléia de Deus"; GROUP III: Traditional Catholic and Presbyterian Results: The singers present knowledge of vocal heath aspects, but they practice vocal abuse or misuse. And they don't practice vocal habits that preserve vocal health. Half of the singers have taken singing classes but, for a reduced period of time. About vocal complaints, 90% of the singers presented more than one vocal complaint about singing voice. On the perceptual analysis of the voice we could notice, in the majority, appropriate body posture, soft vocal attack, absence of vocal projection, precise articulation, shrill pitch and medium shrill in the female, medium deep and deep in the male, variable vocal quality. The predominant loudness and resonance present significant statistics differences within the singers: GROUP I variable loudness between weak and appropriate and larynx-pharingeal resonance; GROUP II variable appropriate and strong loudness and larynx-pharingeal resonance; GROUP III appropriate loudness and balanced resonance. About the psychoacoustic aspects, there was significant difference among the groups: GROUP I: sound equalization with emphasis in instruments, appropriate intensity of the sound, absence of excessive reverberation; GROUP II: varied equalization among the churches, intensity of strong sound, presence of excessive reverberation, unsystematic comprehension of the singing message; GROUP III: equalization giving priority to the singers voices, sound intensity appropriate to the environment, absence of excessive reverberation and systematic comprehension of the message. There was relation statistically significant between the message comprehension and the environment sound features - equalization, sound intensity and excessive reverberation -, as well as, soft vocal attack and presence of vocal projection, and between soft vocal attack and the least number of vocal complaints. Conclusion: The results of this research confirm the importance of in loco evaluation, and point out that in this kind of evaluation it must be in evidence, besides the voice, the environment in which the voice is being produced, with emphasis to its production contexto The in loco evaluation makes possible to know the vocal behavior and the environment features that might interfere in this behavior. In professional voices, as in religious singers, the comprehension of the relation between voice and environment is essential to the comprehension of the person's vocal behavior
Palavras-chave: Voz
Avaliacao
Fonoaudiologia
Religião
Hábitos
Acústica
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Faria, Diana Melissa. Comportamento vocal e características do ambiente em cantores de grupo de louvor. 2004. 138 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12155
Data de defesa: 8-Jan-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diana Melissa Faria.pdf5,55 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.