???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12059
Tipo do documento: Dissertação
Título: Estudo da audição de músicos de rock and roll
Título(s) alternativo(s): Study of the hearing of rock and roll musicians
Autor: Maia, Juliana Rollo Fernandes
Primeiro orientador: Russo, Ieda Chaves Pacheco
Resumo: Ao pensarmos na música, fica difícil imaginar que esta possa causar algum dano à audição. Porém, quando executada em níveis excessivos de pressão sonora, a música pode provocar efeitos auditivos prejudiciais ao homem. O Rock and roll tem como uma de suas principais características os níveis sonoros elevados. Diversos estudos já constataram que os níveis encontrados em concertos de Rock variam de 100 a 115 dB (A), alcançando picos de 150 dB (A). Objetivo: estudar a audição de músicos de Rock and roll, analisando os resultados da avaliação audiológica e investigar a influência da variável tempo de exposição à música amplificada na audição. Método: foi aplicado um questionário em 23 músicos, com objetivo de levantar os dados pessoais, de saúde, de exposição à música amplificada, queixas e variáveis que pudessem influenciar os resultados encontrados. Os 23 músicos foram avaliados (46 orelhas) por meio da audiometria tonal liminar, audiometria vocal, medidas de imitância acústica e emissões otoacústicas (evocadas por estímulo transiente EOAT e produto de distorção EOAPD). Resultados: as principais queixas auditivas encontradas foram: intolerância para sons intensos (48%) e zumbido (39%). Todos os músicos avaliados (100%) apresentaram limiares auditivos dentro dos padrões de normalidade bilateralmente, porém 19 (41%) das orelhas apresentaram entalhe audiométrico em 4000-6000 Hz; 100% das orelhas apresentaram timpanograma tipo A bilateralmente e reflexo acústico contralateral presente em 500, 1000 e 2000 Hz bilateralmente. Em 4000 Hz, 65,2% dos reflexos acústicos estavam presentes e 34,8% ausentes. 39% apresentaram EOAT presentes e 61% ausentes. No teste de EOAPD houve presença de resposta nas freqüências avaliadas em mais de 50% das orelhas. Conclusões: os resultados mostraram que apesar de não ocorrer perda auditiva na população estudada, já existe alteração no registro das EOA, o que sugere alteração da função coclear. Com relação ao tempo de exposição, os resultados demonstraram que os músicos com carreira superior a 10 anos apresentaram diferença estatisticamente significante comparados aos que estão expostos há menos tempo
Abstract: When we think about music, it is difficult to imagine that it may cause a hearing damage. Nevertheless, when played at high sound pressure levels, music can be harmful to man. Rock and roll is performed in excessive sound pressure levels. Several studies have demonstrated that rock concert s sound levels can range from 100 to 115 dB (A), with peak levels of 150 dB (A). Objective: to study the rock and roll musician´s hearing, analyzing the results of the audiological evaluation and verifying whether time of musical exposure is a source of variability. Methods: a questionnaire with objective of raising the personal data, health, exposure to amplified music, complaints and variable was applied to the musicians, that could influence the found results. 23 rock and roll musicians (46 ears) were evaluated by means of pure tone audiometry, immitance audiometry and transient/distortion product evoked otoacoustic emissions. Results: the main auditory complaints were: intolerance for loud sounds (48%) and tinnitus (39%). The results also revealed that all musicians (100%) presented hearing thresholds within normal range; however, 19 ears (41%) had presented audiometric notch in 4000-6000 Hz. 100% of the ears presented type A tympanogram and acoustic reflexes present in 500, 1000 and 2000 Hz bilaterally. In 4000 Hz, 65,2% of the reflexes were present and 34,8%, absent. TEOAEs were presented in 39% and absent in 61%. In the OAEPD test more than 50% of the ears had response presence on the evaluated frequencies. Conclusions: the results had shown that although hearing loss was not present in the studied population, already exists alteration in the OAE register, which suggests alteration of the cochlear function. In relation to the exposure time, the results demonstrated that the musicians with career time over 10 years statistically presents significant difference compared to those with career time minor than 10 years
Palavras-chave: Hearing
Hearing tests
Music
Noise effects
Audicao
Testes auditivos
Musica
Efeitos do ruido
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Fonoaudiologia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia
Citação: Maia, Juliana Rollo Fernandes. Study of the hearing of rock and roll musicians. 2006. 84 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/12059
Data de defesa: 31-Jul-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Fonoaudiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao.pdf406,55 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.