???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11633
Tipo do documento: Tese
Título: Ética empresarial: uma leitura à luz do pragmatismo de Charles Sanders Peirce
Autor: Arruda Junior, Haroldo de 
Primeiro orientador: Ibri, Ivo Assad
Resumo: Este projeto de doutorado dá continuidade à nossa dissertação de mestrado defendida na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, sob a orientação do Prof. Dr. Ivo Assad Ibri. Nele pretendemos refletir sobre o caráter da eticidade que estrutura as organizações empresariais tendo em vista o crescente processo de globalização e consequente hibridismo cultural, abrangendo não tão-somente seus princípios norteadores no plano das intenções teóricas, mas examinando a efetiva atuação destes organismos no interior da sociedade. Este duplo examinar e refletir, fundado num vínculo lógico entre a interioridade do plano declarativo e a exterioridade da esfera das ações na sua faticidade e historicidade, tem por linha de análise o pragmatismo de extração clássica, mormente com base na concepção desta doutrina originária do pensamento de Charles S. Peirce (1839-1914). O pragmatismo de Peirce, bastante distinto da concepção utilitarista de William James e instrumentalista de John Dewey, amplifica aquele vínculo entre mundos interior e exterior, originariamente de natureza lógica, a saber, requerente de consistência formal entre universal e particular, para uma dimensão em que tal vínculo se reveste de uma eticidade necessária. Sob este viés, introduzir-se-á, de início, um novo alcance semântico para o termo pragmatismo, distante, a propósito, de seu uso vulgar, mormente no plano de uma racionalidade que parece apenas significar numa prática, e assim quase naturalmente adota o termo como sinônimo de eficácia, bem de encontro a uma qualidade tida como primordial no âmbito das organizações empresariais de modo geral. Todavia, a conceituação legítima do pragmatismo de Peirce requer o entendimento da expressão consequências práticas, presente no enunciado mesmo de sua máxima, não apenas como ação, como se o propósito de um conceito pudesse ser reduzido à sua causa eficiente, mas como uma instância geral evolucionariamente direcionada a uma causa final. Introduzir de início este tecido teórico que proporcione a correlação lógico-ética constituirá uma das partes desta pesquisa, enfatizando que toda ação traz em si mesma um índice semiótico de seu contexto de virtudes e valores. Tal contexto de valores diz respeito à dimensão ética do pragmatismo, mais propriamente a seu sentido pragmático, que estabelece aquele compromisso das ações de um sujeito, uma comunidade ou organização, com os planos que as intencionalizam e, mais que isso, com os fins que pretendem, transgredindo a mera consistência lógica entre as esferas teórica e prática. Estará em jogo, em tal objetivo, a análise do modo como aquelas ações, afetando a conduta individual ou social, sob seus mais diversos aspectos, podem ser consideradas eticamente aprováveis
Abstract: This Ph.D. Dissertation is an aftermath of our Master s Thesis defended at the Pontifical Catholic University of São Paulo, Brazil, under the tutorship of Professor Ivo Assad Ibri. In it we intend to reflect upon the character of ethicity which structures business organizations, owing to the ever-growing process of globalization and consequent cultural hybridism, encompassing not only its main beacons in the sphere of theoretical intentions, but also by examining the effective performance of these organisms within society. This double task of examination and reflection, founded upon a logic entailment between the interiority of the declarative plane and the exteriority of the sphere of actions in their facticity and historicity, is backed by heuristics of Classical Pragmatism, mainly by the one as conceived by Charles S. Peirce (1839-1914). Peirce s Pragmatism, which is a very distinct version from that of William James instrumentalism and John Dewey s utilitarism, amplifies that entailment between inner and outer worlds, an originally logic on in nature, that is, a one requiring a formal consistency between the universal and the particular, for a dimension wherein such entailment dons itself of a necessary ethicity. Under this light, a new semantic scope to the term Pragmatism will be introduced right from the start, an altogether different one, by the way, from its vulgar meaning, especially in the sphere of a rationality that seems to mean a practice, and therefore, almost naturally, as a synonym of efficiency, as is the case of a quality held as primordial in the field of business organizations in general. However, the legitimate conception of Peirce s pragmatism requires the understanding of the expression practical consequences, present in the utterance of his maxim, not only as action, as if the purpose of a concept could be reduced to its efficient cause, but as a general instance evolutionary directed toward a final cause. To introduce this theoretical tissue right at the beginning, so as to provide a logic-ethical correction, will be something that is part of this research, thus emphasizing that every action brings within itself a semiotic index of its context of virtues and values. Such context of values regards the ethical dimension of Pragmatism, more appropriately in its pragmatic sense, which establishes that commitment between the actions of a subject, a community or an organization with the sphere that intentionalizes them, and more, with the ends they aim at, thus trespassing the mere logic consistency between the theoretical and practical spheres. At play, in such objective, is the analysis of how such actions, which affect the individual and social actions, in their widest scope, can be considered ethically approvable
Palavras-chave: Ética
Pragmatismo
Empresa
Comunidade
Ethics
Pragmatism
Company
Community
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Filosofia
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia
Citação: Arruda Junior, Haroldo de. Ética empresarial: uma leitura à luz do pragmatismo de Charles Sanders Peirce. 2013. 169 f. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11633
Data de defesa: 4-Jun-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Haroldo de Arruda Junior.pdf540,9 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.