???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10809
Tipo do documento: Dissertação
Título: A construção ideológica da escola como antídoto ao estigma "situação de risco" atribuído a crianças e jovens: elementos para uma crítica
Título(s) alternativo(s): IDEOLOGICAL CONSTRUCTION OF SCHOOL AS AN ANTIDOTE TO STIGMA SITUATION OF RISK ATTRIBUTED TO CHILDREN AND YOUNG PEOPLE: ELEMENTS FOR A CRITICISM.
Autor: Silva, Ana Paula Ferreira da
Primeiro orientador: Freitas, Marcos Cezar de
Resumo: O estudo tem por objeto algumas imagens e opiniões que geram uma forma peculiar de pensar a escola, o processo educacional e seus alunos. Como foco central de observação, selecionamos o termo situação de risco , amplamente utilizado para diferenciar a situação na qual se encontram alguns alunos. A hipótese que orientou a investigação feita é a de que tais argumentos, quando circulam na escola ou fora dela, compõem um repertório de opiniões que tem reforçado a imagem da escola como antídoto social aos riscos considerados inerentes à pobreza. Todavia, essa escola continua sendo um marco que diferencia e atribui um determinado status a essas crianças que carregam a marca da situação de risco . Tem-se como base teórica Martins (2002,1997) Lahire (2004), Paugam (2003) e Rosemberg (1994,1993). Quanto à questão da estigmatização, utilizamos Elias (2000) e Goffman (1988,2004) e a construção ideológica da escola como antídoto será analisada sob a perspectiva proposta por Thompson (2002). Para o trabalho empírico de observação da escola, utilizamos Velho (1989) e Bourdieu (2003). Observou-se uma escola municipal de ensino fundamental e especificamente sete alunos cujas famílias são catadoras de lixo e, portanto, constituem uma parte do que socialmente tem sido designado como alunos em situação de risco . O projeto confrontou sujeitos históricos em seus próprios ambientes com tais repertórios de imagens, dentro dos quais, segundo várias opiniões, os mesmos deveriam se reconhecer. Supõe-se, de forma inconsistente e, por vezes, preconceituosa, que o aluno deva tomar consciência do risco em que se encontra. Depois disso, a ação indicada é a de receber os antídotos contra seus próprios impulsos : a escolarização, o trabalho comunitário e a participação, diagnósticos difundidos ideologicamente como instâncias de salvação da pobreza.
Abstract: The study analyzes some images and opinions that generate a peculiar way of thinking about school, the educational process and its students. As a central point of observation, we have selected the term situation of risk , widely used to distinguish the situation where some students are in. The hypothesis of this investigation is that such arguments, when they happen inside or outside school, form a set of opinions that have reinforced the image of school as the social antidote to the risks inherent in the poverty. However, this school keeps on being a mark, which differentiates and gives a specific status to these children that carry the stigma of situation of risk . As theoretical base we have Martins (2002, 1997), Lahire (2004), Paugam (2003) and Rosemberg (1994, 1993). Referring to the question of stigma, we use Elias (2000) and Goffman (2004, 1988). The ideological construction of school as an antidote was analyzed under the perspective elaborated by Thompson (2002). For the empirical task of observation of school, we use Velho (1989) and Bourdieu (2003). In an elementary public school, seven students whose families collect trash on the streets were observed. They represent a part of what has been socially designated as students in a situation of risk . This project confronts these kids, in the environment where they live, with the set of ideas and opinions about their situation, analyzing how much of these ideas they accept. It is supposed, in a superficial and, sometimes, prejudice way, that the student must realize the situation he is living in. Then, the indicated action is to receive the antidotes to their own impulses: the schooling, communal jobs and participation, diagnoses ideologically propagated as examples to salvation from poverty.
Palavras-chave: situação de risco
infância
childhood
school
situation of risk
poverty
Escolas
Estudantes
Pobreza
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Silva, Ana Paula Ferreira da. IDEOLOGICAL CONSTRUCTION OF SCHOOL AS AN ANTIDOTE TO STIGMA SITUATION OF RISK ATTRIBUTED TO CHILDREN AND YOUNG PEOPLE: ELEMENTS FOR A CRITICISM.. 2005. 186 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2005.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10809
Data de defesa: 29-Jul-2005
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao_final.pdf992,67 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.