???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10801
Tipo do documento: Dissertação
Título: Formação e trabalho docente: um estudo com professores de ensino médio
Autor: Francisco, Eduardo 
Primeiro orientador: Sass, Odair
Resumo: Esta investigação empírica discute o trabalho docente e a sua desestruturação na sociedade contemporânea, procurando relacioná-la à própria crise da formação cultural em vigor. O objetivo principal foi analisar as formas de adaptação e de resistência do professor diante do controle de seu trabalho. A partir desse objetivo procurou estudar o modo como o professor compreende sua formação e carreira; investigou-se, também, se ele tinha consciência acerca do controle exercido sobre seu trabalho. Além disso, objetivou-se verificar qual o valor atribuído pelo professor à organização política e sindical. O referencial teórico adotado foi o da teoria crítica da sociedade, principalmente os conceitos de formação, resistência, adaptação e controle social. Para efetivar esta investigação foi elaborado um instrumento composto de um questionário e de uma escala de atitudes do tipo Likert, que foi aplicado a 125 professores do ensino médio que atuavam em escolas da rede estadual paulista. Para efeito de análise, ela foi dividida em quatro subescalas: formação; valorização; controle; política/sindicato. A discussão dos dados foi possibilitada pelas estatísticas descritivas, análises de correlação entre as quatro subescalas e entre elas e a escala geral, e ainda, pelos testes de hipóteses. Os resultados parecem indicar que a tendência dos professores é de valorizar sua formação e carreira, de reconhecer que há maior controle de seu trabalho e, ainda, atribuir importância significativa à organização política para a defesa de sua carreira. Também foi possível confirmar a hipótese de que os professores tendem mais a resistir do que se adaptar ao controle exercido sobre seu trabalho. Importa destacar que os professores formados por universidades públicas mostraram maior inclinação à resistência que aqueles graduados em instituições particulares
Abstract: This empirical research examined the work of teachers and its current disarrangement in contemporary society. It also tried to relate it to the present cultural and educational crisis. The main goal was to analyze different ways of teacher s adaptation and resistance to the rising control over their work. By taking that into consideration, this research tried to explain how teachers see their own education and career as well as whether they are aware of this control or not. Moreover, this study tried to identify the value assigned by teachers to the political participation in their labor union. The analysis is based upon the social theoretical tradition of the Critical Theory of Society. The concepts of education, resistance, adaptation and social control were studied as well. In order to carry out this investigation a questionnaire and an attitude scale, elaborated according to Likert method, were applied to 125 teachers of public secondary schools of Sao Paulo. To analyze the collected information, the attitude scale was subdivided in four subscales: education, valuation, control and politics/union. Then, several statistics analysis was undertaken: descriptive statistics, correlation among the four subscales, correlation between the general scale and the group of subscales, and finally the analysis of hypothesis tests. The results showed that teachers have a tendency to assign high value to their education and career. Besides that, they are aware of the rising control over their work and, yet, they assign high value to the political organization which defends their career. In short it was possible to confirm the initial hypotheses: teachers have a tendency to show more resistance than adaptation to the current rising control over their work. It´s important to highlight the fact that teachers graduated from public universities showed higher resistance tendencies to the control over their work than the ones graduated from private institutions
Palavras-chave: Trabalho docente
Teaching work
Education
Professores de ensino medio -- Formacao profissional
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Francisco, Eduardo. Formação e trabalho docente: um estudo com professores de ensino médio. 2010. 116 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10801
Data de defesa: 29-Mar-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eduardo Francisco.pdf1,15 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.