???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1074
Tipo do documento: Dissertação
Título: Gestão territorial: os vetores do desenvolvimento sustentável
Autor: Martins, Osvaldo
Primeiro orientador: Hoyos Guevara, Arnoldo José de
Resumo: O estudo apresentado nesta dissertação de mestrado tem por objetivo avaliar, através do arcabouço teórico existente sobre o tema desenvolvimento territorial, a possibilidade de se considerar este enfoque como uma forma alternativa e eficaz de alavancagem do desenvolvimento em seus aspectos econômico, social e ambiental, tornando-o sustentável. Para tanto, foi efetuada uma revisão bibliográfica e o levantamento de dados secundários que possibilitassem o entendimento do processo histórico que dá origem a situação vivida pela sociedade nos dias de hoje, o entendimento de como se organizam os processos econômicos mundiais, a identificação dos contextos e vetores do desenvolvimento e como deve se desenvolver o processo de gestão territorial na busca de resultados que privilegiem a qualidade de vida das sociedades locais. É dado especial destaque ao entendimento dos vetores que possibilitam o processo de desenvolvimento territorial, os quais foram separados para efeito do estudo nos seguintes temas: trabalho, emprego e renda; desenvolvimento organizacional; desenvolvimento institucional; políticas e instituições de crédito; tecnologia e inovação; cooperação e redes; serviços sociais e infraestrutura; informação e comunicação e sustentabilidade ambiental. Abordou-se no processo de gestão a importância da articulação dos atores, o planejamento e a disponibilização transparente de informações. Da análise do conjunto destes vetores e processos o que se concluí é que existe a necessidade de uma mudança na forma de se desenvolver a gestão pública, na forma como se dirigem as empresas e no pensamento da sociedade civil como um todo. A lógica do pensamento organizacional deixa de ser exclusivamente de cima para baixo, mas também não é exclusivamente de baixo para cima. A descentralização administrativa e de recursos financeiros é necessária, o território precisa ser valorizado e ganhar independência e novas responsabilidades, todavia as instâncias superiores de governo, os grandes movimentos de regulação internacional, em todas as áreas, também são de fundamental importância, pois ninguém está isolado neste mundo em que vivemos
Abstract: The study presented in this master s dissertation holds the objective of evaluating , through the existing theoretical framework on the territorial development theme, the possibility of this approach being considered as an effective, alternative form of leveraging development within its economic, social and environmental amplitudes, in order to become sustainable. Thus, a bibliographic review and a survey of secondary data was conducted, which enable an understanding of the historic process that gives origin to the situation lived by society as a whole nowadays, an understanding of how worldwide economic processes are organized, an identification of the contexts and vectors of development and how the process of territorial management should be developed in the search of results that privilege the quality of life of local societies. Special attention is given to an understanding of the vectors, which enable the process of territorial development and which were separated, for the effect of the study, in the following topics: work, job and income; organizational development; institutional development; policies and credit institutions; technology and innovation; cooperation and networks; social services and infra-structure; information and communication and environmental sustainability. In the management process, we addressed the importance of the articulation of the actors, the planning and the transparent availability of information. On analyzing the set of these vectors and processes, it is concluded that there is the need for a change in the way public management is developed, in the way companies are run and in the thinking of civil society as a whole. The logic of organizational thinking is no longer exclusively top-down, yet is also not exclusively bottom-up. Administrative decentralization and decentralization of financial resources is necessary, the territory needs to be valued and gain independence and new responsibilities, nevertheless the higher levels of government, the great movements of international regulation, in all areas, are also of fundamental importance, for no one is isolated in this world that we live in
Palavras-chave: Gestão territorial
Desenvolvimento territorial
Desenvolvimento sustentável
Articulação
Planejamento
Territorial management
Territorial development
Sustainable development
Articulation
Planning
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Administração
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração
Citação: Martins, Osvaldo. Gestão territorial: os vetores do desenvolvimento sustentável. 2013. 116 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/1074
Data de defesa: 7-Aug-2013
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Administração

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Osvaldo Martins.pdf2,16 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.