???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10544
Tipo do documento: Dissertação
Título: Autonomia da criança: transição da educação infantil para o ensino fundamental, conforme as prescrições oficiais
Autor: Santos, Kelly Cristina dos
Primeiro orientador: Sass, Odair
Resumo: Esta pesquisa utiliza-se das orientações e diretrizes curriculares da educação infantil, primeiro, para analisar os termos com que o conceito de autonomia é tratado e, segundo, para verificar se a articulação entre o final da educação infantil (pré-escola) e o início do ensino fundamental é prevista, apontando de que forma os documentos expressam as rupturas e as continuidades desse período. Nessa medida, a presente pesquisa pode ser caracterizada como exploratória, por admitir que os documentos selecionados representam idéias sobre a infância, orientam as práticas escolares, expressam, em certa medida, expectativas de pesquisadores, professores e demais profissionais da educação para a formação da infância brasileira. O referencial teórico adotado privilegiou conceitos desenvolvidos por Henri Wallon (1979) e Theodor Adorno (1995), por compartilharem posições compatíveis no trato da educação e da escola para a infância, como espaço potencial para o desenvolvimento da autonomia. A articulação entre conceitos da psicogenética walloniana e da teoria crítica, proporcionaram que este estudo explorasse a perspectiva de uma educação voltada para autonomia da criança. Em relação ao desenvolvimento social da criança, os documentos analisados, evidenciam que adaptação e autonomia são tratados de maneira cindida e desarticulada, tanto pela ordem das publicações quanto pela estrutura dos documentos, porque enfatizam os conteúdos voltados ao desenvolvimento cognitivo, apresentados por áreas de conhecimento, ao invés de apontar a necessária complementaridade entre eles. Assim, podemos referir que os documentos, apesar de distinguirem as dimensões do desenvolvimento humano, reforçam práticas voltadas prioritariamente à adaptação, ou que se convertem em homogeneização. Os documentos revelam ainda, que a transição das crianças da educação infantil para o ensino fundamental, é marcada por um novo papel social, o de aluno e que nessa passagem, algumas ações dos profissionais precisam ser diferenciadas, a fim de superar os desafios desta etapa. Tais orientações dão reconhecimento as especificidades, porém reforçam a cisão entre as duas etapas ao tratarem especificamente deste momento sob o ponto de vista da adaptação
Abstract: This research utilizes the orientation and extra curricular directions of educations of infant education, firstly to analyses the terms of which the concept of autonomy is treated and secondly, to verify if the articulation within the final stage of child education (Kindergarten) is the commencement of the planning of primary education, in which forms these writings and papers expresses the interruptions and continuity within these periods. Within these levels, the presents Research could be characterized as exploratory in admitting that the documents selected represents ideas about childhood, orienting the practices of education and expressing in certain levels researchers expectations, teachers and others professionals associated with the development and formation of the Brazilian childhood. The theoretical Concepts adopted allowed concepts developed by Heri Wallon, (1979) and Theodor Adorno (1995), who comparing the positions Comparatives in the area Of education, and education as a potential Room for developmental autonomy. The articulations within the psychogenetic wall mania concept and it s theory of Criticism will propose this study to explore a perspective of education focused on child autonomy. Analyzed official documents in relation to children s social development is an evidence that adoption and autonomy are treated in a cynical disarticulated manner because it s contents emphasis are focused on cognitive development presented in already known areas, instead of pointing to vital articulations within knowledge, autonomy and adoptions. Official documents still reveals that child educational transitions to primary education is based on a new social documentations and students in these changing process in which some professionals actions has to be differentiated, with the will to overcome the challenges of these level. Such orientations gives specifications and recognitions, hence reinforcing the division between these two levels in treating specifically the moments from the point of view of adoption
Palavras-chave: Autonomia da criança
Articulação da educação infantil com o ensino fundamental
Infants autonomy
Child education articulation and primary education
Autonomia (Psicologia)
Educacao pre-escolar -- Brasil
Ensino fundamental -- Brasil
Desenvolvimento infantil
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Santos, Kelly Cristina dos. Autonomia da criança: transição da educação infantil para o ensino fundamental, conforme as prescrições oficiais. 2006. 126 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10544
Data de defesa: 25-Aug-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Kelly Cristina dos Santos.pdf966,17 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.