???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10471
Tipo do documento: Dissertação
Título: A produção acadêmica sobre violência e educação: análise de dissertações e teses defendidas entre 2004 e 2013
Autor: Okuma, Helena Taeko 
Primeiro orientador: Giovinazzo Junior, Carlos Antonio
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo examinar a relação entre violência e educação por meio da análise das dissertações e teses publicadas entre 2004 e 2013 no Brasil sobre o tema. A perspectiva de uma educação para emancipação, conforme Theodor Adorno perpassou toda a investigação. As formulações de Peter Berger e Thomas Luckmann e autores da Escola de Frankfurt foram invocados como referenciais teóricos. Outros teóricos, juntamente com os pesquisadores das teses e dissertações analisadas, também contribuíram para o esclarecimento acerca do tema, tornando-o mais cognoscível. O processo buscou: a) a identificação das concepções de violência e dos teóricos evocados pelos pesquisadores, reconhecendo que a linguagem influencia no modo de apreensão e interiorização da realidade; b) analisar o fenômeno da violência como resultante de um processo histórico da própria sociedade; c) apreender das pesquisas as condições e mecanismos que, contribuem para instalação e instituição da violência; d) analisar as recomendações apontadas. A partir da observação dos fenômenos destacados nas pesquisas analisadas, depreendeu-se que a formação da subjetividade ocorre pelo acesso ao conhecimento objetivado na realidade no cotidiano ou elaborada com base em construções teóricas. A escolha do que apreender e o sentido dado, em relação com as determinações objetivas, configuram a formação do indivíduo. Disso decorre a necessidade de uma democracia consolidada para que seja possível reverter o quadro da violência. A apropriação superficial da cultura, dentro da relação entre violência, educação e escola, pode ocasionar ações violentas sem que estas sejam reconhecidas como tal. Então, uma das constatações propiciada pelas observações foi a de que a violência é utilizada para resolver problemas resultantes das dificuldades impostas pela vida em sociedade. E isso acontece devido a dificuldade de acessar conhecimentos que sejam capazes de transcender os problemas da realidade imediata e elevar a consciência. A educação para emancipação depende de um universo simbólico democrático e do reconhecimento da educação como apropriação da cultura na formação de subjetividades
Abstract: The objective of this dissertation is to verify the relationship between violence and education, through the analysis of dissertations and thesis about this issue, published in Brazil from 2004 to 2013. The outlook of an education leading to emancipation, according to Theodor Adorno, followed over the whole research. The formulations coming from Peter Berger, Thomas Luckmann and the authors of the Frankfurt School, have been invoked as theoretical references. Other writers, together with the researchers of the analyzed thesis and dissertations and their invoked authors, integrated the clarifying of the scenario about the topic, turning it more cognizable. The process searched for: a) identify the concepts of violence and the theorists cited by the researchers, recognizing that language influences the way of approaching and internalizing of reality; b) analyze the phenomenon of violence as a result of a historical process of the own society; c) approach from the researches which conditions and mechanisms contribute to the installation and institutionalization of violence; d) analyze the indicated recommendations. The observation of the phenomenon in the analyzed research allowed concluding that the breeding of subjectivity happens through the access to objectivations knowledge in reality, i.e. from daily life or theoretical constructions. The choice what to appropriate, the given sense of what is interpreted and the objectivation of reality construct the individual person. Then, follows the need of a consolidated democracy able to change the violence scenario. The superficial cultural appropriation inside the relationship between violence, education and school, can culminate violent actions, which may not be recognized as such. Therefore, one of the findings was to observe that violence is being used as an institute to solve problems coming from the difficulties imposed by social daily life, due to the difficulty to access knowledge able to transcend the problems of immediate reality and increase consciousness. Education leading to emancipation depends on a democratic symbolic universe and the recognition of the intrinsic character of education as an appropriation of culture through the building of subjectivations
Palavras-chave: Violência
Educação
Emancipação
Instituição
Subjetivação
Violence
Education
Emancipation
Institution
Subjectivation
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade
Citação: Okuma, Helena Taeko. A produção acadêmica sobre violência e educação: análise de dissertações e teses defendidas entre 2004 e 2013. 2015. 96 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10471
Data de defesa: 26-Feb-2015
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: História, Política Sociedade

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Helena Taeko Okuma.pdf2,29 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.