???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10142
Tipo do documento: Tese
Título: Educação de jovens e adultos: análise da política e da prática de formação de educadores no Programa Brasil Alfabetizado
Autor: Sepúlveda, Francisca Gorete Bezerra 
Primeiro orientador: Saul, Ana Maria
Resumo: A presente pesquisa tem o objetivo de analisar as políticas públicas de formação (inicial e continuada) dos educadores de jovens e adultos, no cenário da educação brasileira. Frente aos questionamentos registrados em inúmeras pesquisas sobre esse tema, a nossa curiosidade centrou-se na investigação de avanços e dificuldades na formação dos educadores de jovens e adultos, no período de 2000 a 2006. Para ilustrar essa temática, analisamos o Programa Brasil Alfabetizado (período 2003 e 2006) e o MOVA/Guarulhos, na intenção de identificar possíveis avanços nas propostas e nas práticas de formação desses educadores. Para compreender as relações políticas e pedagógicas no processo de formação dos educadores tomamos como apoio, para compor o nosso referencial teórico, os estudos de Beisiegel, Paiva, Haddad, Di Pierro e Freire. Essa pesquisa assumiu uma abordagem qualitativa. Os procedimentos metodológicos incluíram levantamento bibliográfico e análise de documentos. Para o levantamento dos dados de campo foram realizadas entrevistas semi estruturadas com educadores de jovens e adultos do MOVA/Brasil Alfabetizado em Guarulhos e análise de documentos das políticas de alfabetização e de formação do Programa Brasil Alfabetizado. A análise qualitativa dos depoimentos, entrevistas e de documentos revelaram, entre outros aspectos, que a política de formação dos educadores registra avanços nas propostas pedagógicas e orientações metodológicas. Constatou-se, também, que houve avanços na ampliação das ações sócioeducacionais destinadas aos alfabetizandos, na articulação de políticas educacionais integradas às políticas sociais do Governo Federal. A nossa análise revelou, ainda, que os princípios que têm orientado as políticas públicas de alfabetização de jovens e adultos, se fundamentam nos referenciais políticopedagógicos do pensamento de Paulo Freire. Verificou-se, assim, que a concepção de alfabetização ampliou-se de uma visão limitada de ler, escrever e contar, para uma compreensão mais abrangente, entendendo a alfabetização como um processo político-educacional de inserção do homem no mundo, visando à transformação. Apesar dos avanços detectados, porém, constatou-se que a formação de educadores de jovens e adultos ainda se caracteriza como um processo frágil pelo fato de esses educadores permanecerem em uma situação de prestadores de serviços voluntários. Acrescente-se a isso a grave constatação de que a maioria deles não dispõe de formação docente para o exercício do magistério. Pode-se identificar, também, um aligeiramento nas práticas de capacitação desses educadores em relação à carga horária. O tempo que tem sido dedicado à capacitação registra 30h para formação inicial e 2h para a formação continuada, o que é, sem dúvida, absolutamente insuficiente. Para que as políticas de qualificação docente de jovens e adultos possam garantir maior efetividade ao processo de alfabetização, atendendo às indicações e orientações das pesquisas, é importante um investimento sério do Poder Público na formação dos educadores, incluindo-se, aí, a oportunidade de que esses possam ser formados em Instituições de Ensino Superior
Abstract: The current research has the objective to analyze the public policies of formation (initial and continuing) of educators for young people and adults, in the Brazilian education scenario. Upon the numerous questions included in several researches on this theme, our curiosity has been focused on the investigation of advances and difficulties on the formation of educators for young people and adults, from 2000 to 2006. To illustrate this matter, we analyzed the Programa Brasil Alfabetizado, (from 2003 to 2006) and the MOVA/Guarulhos, intending on identifying possible advances on the proposals and practices of new educators formation. To comprehend the political and pedagogical relations in this process, to compose our theoretical referential, we based our studies on Beisiegel, Paiva, Haddad, Di Pierro and Freire. This research has taken a qualitative approach. The methodological procedures included bibliography research and analysis of documents. For collecting the field data, semi-structured interviews were made to educators of young people and adults of MOVA/Brasil Alfabetizado in Guarulhos and analysis of literacy and educators formation policies documents of Programa Brasil Alfabetizado. The qualitative analysis of the testimonies, interviews and documents revealed, among other aspects, that the educators formation policy has been registering advances in the pedagogical proposals and the methodological orientations. It was also concluded that progress has been made in the socio-educational actions targeted to learners, in the articulation of educational policies integrated to social policies of the Federal Government. Our analysis has revealed that the principles which orientate the public policies of young people and adults literacy are based on political-pedagogical references of Paulo Freire s philosophy. Thus, it has been concluded that the literacy conception has changed from a limited view of reading, writing and counting, to a wider comprehension, understanding literacy as a political-educational process of insertion of man in the world, aiming transformation. Despite the improvements, it has been noticed that the formation of young people and adults educators still characterizes itself as a fragile process by the fact that those educators remain in a situation of volunteers. It is added to that the severe statement that most of them do not have the teachers formation for being so. It could also be identified a reduction in the time of capacitating practices of those educators as regards to the amount of hours. The time that has been dedicated to capacitating is 30 hours for initial formation and 2 hours for continuing formation, what is, doubtless, absolutely insufficient. For the policies of teacher qualification for young people and adults to ensure greater effectiveness in the process of literacy, given the indications and guidelines for research, it is important to be made serious investment of the government in the training of educators, including, here, the opportunity to that these can be trained in universities
Palavras-chave: Políticas públicas de alfabetização
Formação de educadores
Literacy public policies
Formation of educators
Programa Brasil Alfabetizado
Movimento de Alfabetizacao de Adultos (Guarulhos, SP)
Alfabetizacao
Professores -- Formacao profissional
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Sepúlveda, Francisca Gorete Bezerra. Educação de jovens e adultos: análise da política e da prática de formação de educadores no Programa Brasil Alfabetizado. 2009. 247 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10142
Data de defesa: 9-Jun-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Francisca Gorete Bezerra Sepulveda.pdf1,44 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.