???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10129
Tipo do documento: Tese
Título: A apropriação das tecnologias da informação e comunicação por jovens e adultos não alfabetizados: um direito humano a ser garantido - as diretrizes da UNESCO
Autor: Franco, Mônica Gardelli 
Primeiro orientador: Almeida, Fernando José de
Resumo: A presente pesquisa partiu da constatação da inexistência de políticas públicas que prevejam a apropriação das tecnologias da informação e comunicação para a promoção da alfabetização da população jovem e adulta como direito inalienável do ser humano. Considerando a relevância do papel da UNESCO no que se refere à proposição de estratégias, no monitoramento e avaliação do desempenho de políticas públicas para educação, essa investigação teve por objetivo extrair de seus documentos oficiais diretrizes à elaboração, à consolidação e aperfeiçoamento de políticas públicas que pressuponham a integração das tecnologias da comunicação e informação em propostas de alfabetização da população jovem e adulta. A experiência que deu origem às práticas da pesquisa e que abriram a problemática da tese foi o MOVA-digital, realizado na Secretaria Municipal de Educação a cidade de São Paulo, entre 2001-2002. A análise foi realizada sobre dois documentos ICT to develop Literacy e ICT in Education Toolkit for Policy Makers, Planners and Practitioners. A análise dos documentos tomou como princípio a apropriação das tecnologias como um direito humano e teve como referência conceitos elaborados a partir de fundamentos teóricos que argumentam pela apropriação das tecnologias como desenvolvimento humano conceito representado por Álvaro Vieira Pinto, Manuel Castells e Nicolau Sevcenko; pela concepção de alfabetização como prática transformadora e emancipadora concebida Paulo Freire; e pelo desenvolvimento como liberdade defendido por Amartya Sen e Jeffrey Sachs. Os resultados indicam que as diretrizes que subsidiam a elaboração das políticas públicas apresentados pela UNESCO consideram aspectos relevantes relacionados à garantia de distribuição e acesso, à regulamentação dos direitos, de promoção de condições de apropriação das tecnologias, à replicabilidade e sustentabilidade de programas assim como avaliação e monitoramento, previsão de recursos para implementação, formação de equipe e profissionais jogando luz sobre possíveis soluções para esse grande desafio para a humanidade. Apresentam, no entanto algumas lacunas importantes com relação a ações proativas para o uso das tecnologias em favor de um movimento de mudança e de conscientização para intervenção na realidade econômica, política e humana. Concluiu-se que uma política pública que pressuponha a integração das tecnologias na promoção da alfabetização e no enfrentamento das condições de analfabetismo merece estar no bojo das proposições do plano máximo de educação de uma nação no qual a garantia da liberdade, da autonomia e do exercício pleno da cidadania de todos possa realizar o desenvolvimento social, cultural, econômico e humano desejado
Abstract: This research started from the finding of lack of public policies that would provide for the appropriation of information and communication technologies to promote the literacy of young people and adult populations as inalienable rights of human beings. Considering the importance of the role of UNESCO regarding the proposal of strategies, and in monitoring and evaluation of public policies for education performance, this research had the objective of extracting guidelines from its official documents for the drafting, the consolidation and improvement of public policies that would require the integration of communication technologies and information on proposals for literacy of young people and adults. The experience that led to the research practices and that have opened the problem of the thesis was the MOVA-digital, held in São Paulo s Municipal Department of Education, between 2001-2002. The analysis was performed based on two documents - ICT to develop Literacy and ICT in Education Toolkit for Policy Makers, Planners and Practitioners. The analysis of the documents took as a principle the ownership of technology as a human right and made reference to concepts disponível theoretical principles that argue for the appropriation of technologies and human development - concept represented by Álvaro Vieira Pinto, Manuel Castells and Nicolau Sevcenko; by the concept of literacy as a transformative and emancipatory practice - designed by Paulo Freire; and by development as a form of freedom - advocated by Amartya Sen and Jeffrey Sachs. The results indicate that the guidelines that subsidize the development of public policies presented by UNESCO consider aspects related to ensuring access and distribution, the regulation of rights, promotion of conditions of technology ownership, the replicability and sustainability of programs, as well as evaluation and monitoring, provisioning of resources for implementation, team building and professionals showing alternatives on possible solutions to this challenge to humanity. They have, however, revealed some important gaps in relation to actions for the proactive use of technology in favor of a movement of change and awareness for intervention in economic, political and human realities. It was concluded that public policies that require the integration of technology in promoting literacy and facing conditions of illiteracy should be central in the propositions of a high-level of education plan for a nation where the guarantee of freedom, autonomy and the exercise full citizenship for all could achieve its social, cultural, economic and human wants
Palavras-chave: Currículo
Alfabetização de jovens e adultos
Tecnologias da informação e comunicação
Curriculum
Public policy
Literacy of young people and adults
Information and communication technologies
Human rights
Unesco
Alfabetizacao -- Brasil -- Inovacoes tecnologicas
Direitos humanos -- Brasil
Politicas publicas
Tecnologia educacional -- Brasil
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Educação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo
Citação: Franco, Mônica Gardelli. A apropriação das tecnologias da informação e comunicação por jovens e adultos não alfabetizados: um direito humano a ser garantido - as diretrizes da UNESCO. 2009. 208 f. Tese (Doutorado em Educação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/10129
Data de defesa: 13-May-2009
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação: Currículo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monica Gardelli Franco.pdf1,94 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.